La Liga

Garotos de La Masia decidem, e Barcelona se aproxima do vice com vitória sobre Almería

Culés vencem lanterna de La Liga com dois gols do garoto Fermín López

A relação entre time profissional e categoria de base no futebol é sempre especial, mas Barcelona e La Masia é sem igual. Toda temporada, o clube catalão se aproveita dos talentos que saem de lá — especialmente em tempos de crise financeira. Em 2023/24, é uma realidade absoluta, e a vitória sobre o Almería nesta quinta-feira (16) mostra o quanto os garotos que subiram aproveitaram as oportunidades.

O meia Fermín López marcou duas vezes, uma com assistência de Hector Fort, de 17 anos, e outra de Sergi Roberto — que, apesar de mais experiente, também saiu da base do Barça. Improvisado na lateral esquerda e responsável pela amplitude no momento ofensivo, o destro Fort teve que ajeitar o corpo para cruzar de direita aos 13 do primeiro tempo, quando Fermín infiltrou na área e testou para o chão, impossível para Luís Maximiliano pegar. Na etapa final, novamente o meia que tem liberdade para pisar na área marcou como um autêntico centroavante na marca no pênalti. Roberto infiltrou pela esquerda e tocou para trás perfeito antes do segundo gol.

A vitória de 2 a 0 faz o Barcelona abri quatro pontos de vantagem para o Girona e se aproximar do vice de La Liga, que já tem o Real Madrid campeão. Faltam duas rodadas para o fim, com os Culés jogando contra Rayo Vallecano (casa) e Sevilla (fora).

O Almería fez um bom jogo hoje e em certo momento mereceu o empate. No fim, não ia mudar nada, já que o time é o lanterna e está rebaixado.

Almería mostrou personalidade e não marcou por detalhe

Lanterna e rebaixado, o Almería mostrou coragem no jogo de hoje. Dá para dizer que no recorte da etapa inicial até teve chances mais perigosas que o Barça. Especialmente após o gol sofrido, o time da casa passou a encontrar muito espaço em uma defesa adversária um tanto preguiçosa. Em um contra-ataque, o atacante brasileiro Léo Baptistão botou na frente pela ponta direita e ninguém marcou. Ele só parou na cara do gol, dentro da área, onde esperou Ter Stegen sair e deu uma chapada bizarra, torta, direto para fora. Depois, quase que do mesmo lugar, Adrián Embarba infiltrou e bateu cruzado, direto na trave.

Além do gol, o Barcelona não fez muito. Foi outro primeiro tempo de muita posse e pouca chance de encontrar espaços na defesa rival. O máximo que fez para incomodar Luís Maximiliano foi uma bomba de Fermín, que aos 45 teve todo espaço do mundo para carregar a bola e obrigar boa defesa do goleiro português. Também teve uma bola na trave um tanto despretensiosa de Lamine Yamal em jogada individual pela direita.

Gol ‘mata’ time da casa, e Barcelona sai com vitória

O Almería voltou com a mesma personalidade para etapa final. Apenas um minuto no relógio e Lozano estava na cara do gol após uma roubada de bola no campo de ataque. O hondurenho, sozinho na marca do pênalti, chutou para fora e jogou no lixo a chance do empate.

Com o gol marcado aos 21, o jogo ficou morno e não teve muita coisa interessante além da entrada de Vitor Roque para atuar por apenas 17 minutos.

Foto de Carlos Vinicius Amorim

Carlos Vinicius Amorim

Carlos Vinicius é nascido e criado em São Paulo e jornalista formado pela Universidade Paulista (UNIP). Escreveu sobre futebol nacional e internacional no Yahoo e na Premier League Brasil, além de eSports no The Clutch. Além disso, atuou como assessor de imprensa no setor público e privado.
Botão Voltar ao topo