La Liga

Depois de um turno inteiro sem vencer, o lanterna Levante finalmente ganhou seu primeiro jogo por La Liga

O Levante tinha oito empates e 11 derrotas em La Liga, mas arrancou um dramático triunfo sobre o Mallorca na abertura do returno

O Levante começou o segundo turno de La Liga com uma missão hercúlea. Os Granotas não venceram um jogo sequer na primeira metade da competição e, com oito pontos, estavam a oito de sair da zona de rebaixamento. A caminhada para os valencianos ainda é longa, mas finalmente sua torcida ganhou o direito de comemorar uma vitória neste sábado. Dentro do Estádio Ciutat de Valencia, o Levante finalmente encerrou sua seca na liga e derrotou o Mallorca, um dos concorrentes na parte inferior da tabela, por 2 a 0. Há um respiro.

Após um primeiro tempo sem gols, o Levante saiu em vantagem aos dois da segunda etapa. Enis Bardhi deu um lançamento sensacional, para Roberto Soldado disparar e finalizar na saída do goleiro Leo Román. O Mallorca poderia ter empatado aos 23, quando ganhou um pênalti. Brian Oliván cobrou e o goleiro Aitor Fernández pegou sem nem dar rebote. Aos 35, Fer Niño teve um gol anulado pelos maiorquinos por toque de mão de Salva Sevilla. E a confirmação do triunfo valenciano surgiu no sétimo minuto dos acréscimos, numa jogadaça do capitão José Luis Morales, que chamou a zaga para dançar e mandou o chute manso no contrapé do goleiro.

O Levante abre a rodada com 11 pontos. O time ainda está a três pontos do Cádiz para deixar a lanterna, e a cinco pontos de Alavés e Elche, na tentativa de escapar do Z-3. Os valencianos se concentrarão em La Liga, já que foram eliminados na Copa do Rei pelo Alcoyano ainda nos 32-avos de final. Já o Mallorca vive um momento ruim, com três derrotas consecutivas. Os bermellones tem 20 pontos, quatro acima da zona de rebaixamento.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo