La Liga

A contratação de Montiel se sugere como mais um daqueles ótimos negócios que o Sevilla costuma fazer

Destaque no River Plate e campeão da Copa América com a Argentina, Montiel chega valorizado ao Sevilla

O Sevilla possui uma fama justificada de realizar boas contratações no mercado de transferências. E mais um nome com capacidade de integrar tal lista de boas apostas dos andaluzes foi anunciado nesta sexta-feira: o lateral Gonzalo Montiel. A vinda do argentino era dada como certa durante os últimos dias e ele se tornou um desfalque sentido ao River Plate na Copa Libertadores. Chega com contrato de cinco anos e talento para se consolidar em La Liga, considerando sua importância sob as ordens de Marcelo Gallardo em Núñez. A transação custou €11 milhões.

Faz tanto tempo que a gente ouve falar sobre Montiel que nem parece que o lateral tem apenas 24 anos. Porém, ele é um dos jogadores que ascenderam no River Plate a partir das mãos de Gallardo. Cria da base, o defensor estreou em 2016 e começou a aparecer com mais frequência entre os titulares em 2018. Foi um ano de consagração, com a conquista da Libertadores em cima do Boca Juniors. Desde então, o jovem virou um nome intocável na defesa dos millonarios e se tornou até mesmo um dos protagonistas ofensivos, dada sua qualidade no apoio. Na Libertadores de 2020, foram seis assistências do lateral, incluindo três no massacre contra o Nacional de Montevidéu nas quartas de final.

A qualidade de Montiel no River Plate era tamanha que o lateral começou a figurar nas convocações da seleção argentina a partir de 2019. Numa posição carente, ganhou a posição a partir de 2020, durante as Eliminatórias. E seria titular em parte dos jogos durante a Copa América. Foi importante no momento decisivo rumo ao título e acabaria como um dos melhores na decisão contra o Brasil, em especial por fechar o lado direito. Até por sua idade, ficava claro como poderia alçar voos internacionais em breve.

O Sevilla não paga barato em Montiel, mas parece fazer uma aposta certa com a contratação. O argentino não deve ser titular absoluto, levando em conta a importância e a liderança de Jesús Navas na lateral direita. Todavia, deve ser aproveitado não apenas para dar um descanso ao capitão, enquanto o clube concilia competições continentais e nacionais, mas também pode servir em outros setores do campo. Algumas vezes Gallardo o adiantou ao meio-campo e ele também já quebrou um galho como zagueiro. Ainda assim, é na lateral onde mostra seu melhor.

Até o momento, Montiel é a contratação mais cara do Sevilla nesta janela de transferências. Os andaluzes já tinham acertado a chegada do goleiro Marko Dmitrovic sem custos após o rebaixamento do Eibar e também pegaram Erik Lamela do Tottenham. Monchi ainda pode ter suas cartas na manga, com algumas fontes apontando para um acerto com o Porto pela vinda de Tecatito Corona. Outro no gatilho é Ludwig Augustinsson, rebaixado com o Werder Bremen, para a lateral esquerda. Considerando o bom desempenho dos sevillistas na temporada passada, as adições podem permitir um maior impulso para brigar pelas cabeças em La Liga. E, num time encaixado por Julen Lopetegui, ter a qualidade de Montiel é uma arma extra.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo