La Liga

Com gol de letra de Benzema, Real Madrid vence o clássico, assume o segundo lugar e pressiona o Atlético

Os merengues passaram o Barcelona e empataram em pontos contra o Atleti

Karim Benzema marcou de letra, e o Barcelona reagiu no segundo tempo, mas não conseguiu evitar a derrota por 2 a 1 no Alfredo Di Stéfano, que eleva o Real Madrid à segunda posição do Campeonato Espanhol, empatado em pontos com o Atlético de Madrid. É a primeira vez que os merengues vencem as partidas dos dois turnos contra os catalães desde a temporada 2007/08.

O Real Madrid chegou a 13 vitórias de invencibilidade na temporada, com 11 vitórias, apesar da melhora do Barcelona que descontou no segundo tempo, teve um lance polêmica em que pede pênalti de Ferland Mendy em Braithwaite e acertou o travessão no último segundo com Ilaix Moriba.

A arrancada levou o Real Madrid aos 66 pontos, agora um a mais do que o Barcelona, e a mesma quantidade do Atlético de Madrid, que disputará a 30ª rodada de La Liga contra o Betis no último jogo do próximo domingo. Apesar dos muitos problemas de lesão e de não ter brilhado com tanta frequência, o Real Madrid segue vivo para conquistar os dois principais títulos da temporada porque também abriu 3 a 1 sobre o Liverpool no jogo de ida das quartas de final da Champions League.

A dinâmica do primeiro tempo não foi novidade para ninguém, o que não significa que o Barcelona soube lidar com ela. Ronald Koeman escalou o time com três zagueiros, Ronald Araújo na vaga de Antoine Griezmann. Não foi suficiente, se era a intenção, para ficar menos exposto aos contra-ataques do Real Madrid, muitos puxados por Vinícius Júnior. A posse de bola catalã gerou poucas chances de gol e houve chances o bastante para que os merengues fizessem até mais do que 2 a 0 antes do intervalo.

Logo aos 12 minutos, o Real Madrid saiu em vantagem quando Vázquez recebeu de Valverde pela direita e cruzou rasteiro para Benzema, com a genialidade de sempre, completar de letra dentro da área. Enquanto o Barcelona seguia tentando decifrar o sistema defensivo de Zidane, Toni Kroos cobrou falta e contou com desvio em Sergiño Dest para enganar Ter Stegen – Alba, em cima da linha, quase conseguiu o corte.

O terceiro não saiu por pouco logo na sequência. Vinícius arrancou em contra-ataque e serviu Valverde, que bateu na trave. Ter Stegen ainda teve que trabalhar para defender o rebote de Vázquez. Messi acertou a trave em uma cobrança de escanteio e carimbou Courtois à queima-roupa no último lance do primeiro tempo – caso fosse gol, ele provavelmente seria anulado por toque no braço do argentino na hora do domínio.

Koeman mudou no intervalo. Tirou Sergiño Dest e lançou Griezmann. Melhorou. Aos 15 minutos, o Barça conseguiu descontar. Alba cruzou da esquerda, Griezmann fez o corta-luz – que enganou até o colega Frenkie de Jong – e Oscar Mingueza pegou de canela para vencer Courtois.

Nos dez minutos seguintes, Vinícius Júnior teve duas boas oportunidades. A primeira foi desviada por Araújo e pegou no pé da trave. A segunda, muito melhor, saiu de um lançamento de Modric que deixou o brasileiro e Benzema no dois contra dois no contra-ataque. Tentou achar o francês na segunda trave, mas errou o passe.

O lance mais polêmico aconteceu aos 38 minutos da etapa final. Alba ficou cara a cara com Courtois. Nem finalizou e nem cruzou direito, mas a bola não saiu. Braithwaite a perseguiu na altura da linha de fundo e foi tocado por Mendy. A dúvida é se foi realmente apenas um toque ou se houve um puxão que geraria um pênalti. Pessoalmente, para mim, houve a falta, mas há muitas opiniões divergentes sobre a jogada.

O Barcelona desesperadamente buscou o gol de empate nos minutos finais – e quase o conseguiu. Messi cobrou falta do círculo central. Até Ter Stegen foi para a área. O argentino mandou na cabeça de Clément Lenglet, que ajeitou para trás. Moriba matou e emendou uma bomba no travessão.

O rebote ficou com Ter Stegen que, primeiro, carimbou Trincão. Depois, furou completamente a batida de esquerda – não é goleiro à toa. Alba ainda mandou por cima do travessão, junto com as esperanças do Barcelona.

.

.

Standings provided by SofaScore LiveScore

.

.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo