La Liga

Barcelona volta a campo e a dúvida é só uma: novo vexame à vista?

Barcelona volta a jogar por La Liga depois do vexame (que poderia ter sido maior) contra o Granada; novamente, adversário é frágil: desta vez, o Celta

O Barcelona de Xavi Hernández segue com sua temporada para lá de irregular, para não dizermos (bem) ruim. O empate na última rodada de La Liga, diante do Granada, além de inesperado saiu barato: a realidade é que, se futebol fosse justo, os culés teriam perdido a partida. Agora, neste sábado (17), diante de outro time frágil, o Celta de Vigo, fica a questão: será a hora finalmente do Barça se recuperar ou, mais uma vez, time e torcida passarão por mais um vexame no Campeonato Espanhol?

O Barcelona não vem bem na temporada e isso é um fato. Foi massacrado pelo Real Madrid na final da Supercopa da Espanha, apanhou feio do Athletic Bilbao para ser eliminado na Copa do Rei e, na Champions League, fará um duelo de desesperados contra o Napoli nas oitavas de final. Jogo este, inclusive, que será logo após o duelo de hoje contra o Celta de Vigo, o que diz muito sobre como essa partida poderá impactar no moral do elenco culé.

Em temporada horrível, o Celta de Vigo está naquele momento em que o desespero move a equipe dentro de campo. São apenas três pontos de vantagem para o Cádiz, primeiro time na zona de rebaixamento de La Liga, e uma sorte: só não entrou no Z4 nas últimas rodadas por incompetência do adversário, já que as vitórias são escassas para o Celta, que venceu apenas quatro vezes ao longo de toda a temporada no Campeonato Espanhol.

Como o Barcelona chega para o jogo contra o Celta de Vigo?

Diante do Granada, antes de entrar em campo, o Barcelona tinha a chance de emendar a terceira vitória consecutiva e dar uma alívio às (justas) críticas que vem recebendo nas últimas semanas. Mas novamente a equipe comandada por Xavi Hernández produziu muito pouco, foi envolvida por um adversário fraquíssimo e só não saiu de campo derrotada porque o jovem Lamine Yamal, apenas 16 anos, assumiu a responsabilidade e, na base do talento solo, conseguiu empatar a partida em seu final.

O cenário não é nada bom para o Barcelona, que já esqueceu de vez a luta pelo título de La Liga e, se não vencer, começará a ver ameaçada sua permanência no grupo de times espanhóis que se classificarão à próxima edição da Champions League. Atualmente terceiro colocado, o Barça vai sendos eguido de perto por Atlético de Madrid e Athletic Bilbao, respectivamente quarto e quinto na tabela, e precisa afastar a má fase logo se não quiser ficar sob ameaça de não disputar o principal torneio de clubes europeus em 2024/25.

Para isso, mais do que vencer o Celta de Vigo, o Barcelona precisará consertar suas muitas falhas. As principais delas na defesa. Ao lado do Getafe, com 33 gols sofridos, o Barça tem simplesmente o pior sistema defensivo em números entre os dez primeiros colocados de La Liga. Para efeito de comparação, tomou mais do que o dobro de gols que o líder Real Madrid, vazado 15 vezes apenas no Campeonato Espanhol. Assim, nem mesmo os bons números de ataque, com 50 gols feitos, são suficientes para que o Barça tenha uma temporada sem ameaças.

A equipe ainda tem de lidar com os vários problemas fora de campo que, obviamente, afetam o time dentro das quatro linhas. Xavi Hernández, com metade da temporada restante, já anunciou que não estará no comando técnico na próxima; a diretoria, como tem sido há anos, escancarou uma crise financeira e disse que o próximo treinador não poderá contar com reforços de peso; assim, como se concentrar em jogar futebol? O Barcelona precisa superar isso e o Celta de Vigo, para viajar tranquilo até Napoli, onde joga pela Champions League, única competição na qual o time tem chances, pelo menos por enquanto, de dar alguma alegria a sua torcida.

Como o Celta de Vigo chega para o jogo contra o Barcelona?

Sim, o Barcelona está mal na temporada, mas, combinemos, é em comparação aos parâmetros do que se espera. Afinal, desespero de verdade vive o Celta de Vigo, primeiro time fora da zona de rebaixamento de La Liga até o momento. A única sorte do Celta é que, no caso, o Cádiz, único time que parece ter chances numéricas de abandonar o Z4, faz uma temporada extremamente pífia e quase não pontua.

Para tentar se salvar, o Celta de Vigo quer se aproveitar de dois fatores na parte deste sábado: o primeiro é o fato de o Barcelona chegar pressionado pelo mau resultado na última rodada; o segundo é que os culés devem estar mais focados na Champions League e, por isso, podem não vir com força total, o que seria um alento para um Celta que tem se dado muito mal quase sempre nesta temporada — são apenas 4 vitórias em 24 jogos disputados em La Liga, com nada menos do que 12 derrotas.

Das poucas coisas positivas que o Celta de Vigo teve na temporada, uma delas é outro fator de esperança para o time na temporada. Jørgen Strand Larsen, atacante de apenas 24 anos, tem sido um dos destaques da equipe e, se o Celta não está pior na tabela, muito disso é por conta de seus nove gols marcados. Nos últimos dois jogos disputados, vitória contra o Osasuna e derrota diante do Getafe, o norueguês fez dois gols e deu uma assistência. Agora, quer tirar casquinha da inconstante defesa do Barcelona e ajudar seu time a permanecer na elite.

Foto de Carlos Vinicius Amorim

Carlos Vinicius Amorim

Carlos Vinicius é nascido e criado em São Paulo e jornalista formado pela Universidade Paulista (UNIP). Escreveu sobre futebol nacional e internacional no Yahoo e na Premier League Brasil, além de eSports no The Clutch. Além disso, atuou como assessor de imprensa no setor público e privado.
Botão Voltar ao topo