La Liga

Atlético de Madrid afunda o Granada e fica mais perto de vaga direta para a Champions League

Após uma série com três derrotas nos últimos quatro jogos, o Atlético de Madrid voltou a triunfar no espanhol e venceu o Granada por 1 a 0

Após uma série com três derrotas nos últimos quatro jogos, o Atlético de Madrid voltou a triunfar na La Liga. Nesta segunda-feira (22), a equipe colchonera venceu o Granada por 1 a 0, pela 21ª rodada do espanhol, e encostou no quarto colocado da tabela. Morata foi o autor do gol da vitória no Estádio Nuevo Los Cármenes.

O Atlético Madrid é o 5º colocado da La Liga, mas agora está empatado com o Athletic Bilbao, com os mesmos 41 pontos. Se a competição espanhola terminasse neste momento, os Colchoneros estariam classificados para a fase de grupos da Liga Europa, mas a vitória desta segunda deixou mais perto o objetivo de beliscar a vaga para a Champions League. O Atleti tem 13 vitórias, 2 empates e 5 derrotas, além de 40 gols marcados e 23 gols sofridos.

Já o Granada se complicou de vez na tabela da La Liga. Com modestos 11 pontos somados em 21 rodadas, a equipe rojiblanca está na área dos desesperados, vendo os times fora do trio de rebaixamento se distanciando. No entanto, para a sorte dos granadistas, o Sevilla, primeiro colocado fora da zona de rebaixamento, continua com os mesmos 16 pontos, também tropeçou no jogo contra o líder Girona, no último domingo (21). 

Pela próxima rodada, o Atlético de Madrid recebe o Valencia no Estádio Metropolitano, no dia 28 (domingo), às 12h15 (horário de Brasília). Já o Granada tenta reverter seu atual quadro na competição contra o Getafe, no dia 29 (segunda), às 17h (de Brasília). 

Sem gols e sem emoção até o intervalo

O primeiro tempo foi um tanto apagado para ambos os lados no Nuevo Los Cármenes. Faltou inspiração, criatividade e, principalmente, capricho dos jogadores nos ataques. As melhores oportunidades foram do Atleti, em duas jogadas individuais de Antoine Griezmann, mas nada que criasse tanto perigo para o goleiro Batalla.

A melhor chance foi aos 32 minutos, quando Griezmann recebeu um passe rasteiro por baixo, perto da área, e tentou mandar um chute rápido para furar Batalla. A bola respingou, subiu e, por centímetros, explodiu no travessão ao invés de entrar.

Até o fim da etapa inicial, o Granada se postou bem na defesa, para impedir que o atacante francês tivesse espaço para flutuar entre seus zagueiros, e conseguiu segurar o placar até o intervalo.

Gol de Morata e outro anulado

Assim que começou o segundo tempo, o Diego Simeone mexeu em algumas peças. Saiu Rodrigo Riquelme e Marcos Llorente para a entrada de Samuel Dias Lino e Rodrigo de Paul. As mudanças mudaram a cara do Atlético, que ficou mais objetivo e ofensivo.

Aos 10 minutos, Morata foi bem no jogo aéreo, aproveitou um cruzamento dentro da área e cabeceou com muita categoria no canto esquerdo de Batalla, sem chances de defesa. O árbitro Juan Martinez indicou um suposto impedimento do atacante, revisou o lance no VAR e validou o placar.

Poucos minutos depois de inaugurar o marcado, o Atleti ainda teve um gol anulado que gerou muita polêmica em campo. Aos 16 minutos, Saul Ñíguez finalizou bem após um contra-ataque rápido do time colchonero. O bandeira assinalou o impedimento, mas pela rapidez da jogada, o VAR precisou entrar em ação novamente.

Desta vez, a comemoração precisou ser interrompida porque a arbitragem de vídeo constatou impedimento do camisa 8 na jogada.

No fim, a equipe visitante ainda tentou ampliar, mas foi parada duas vezes pelas defesas do arqueiro argentino. Placar magrinho, mas resultado gigante para os Rojiblancos.

Foto de Livia Camillo

Livia Camillo

Formada em jornalismo pelo Centro Universitário FIAM-FAAM, escreve sobre futebol há cinco anos e também fala sobre games e cultura pop por aí. Antes, passou por Terra, UOL, Riot Games Brasil e por agências de assessoria de imprensa e criação de conteúdo online.
Botão Voltar ao topo