Espanha

Aos 34 anos, Kroos volta a ser porto seguro de Real Madrid e Alemanha

Em seu retorno à Alemanha, Kroos deu duas assistências em amistosos, e segue sendo relevante no renovado time do Real Madrid

Mesut Özil, Cristiano Ronaldo, Gareth Bale, Luka Modrić, Manuel Neuer, Bastian Schweinsteiger, Franck Ribéry, Arjen Robben… Ao longo de 34 anos e 17 de carreira profissional, não faltaram companheiros de alto nível para Toni Kroos. Jogadores tão bons em suas posições, que, por vezes, chamavam mais atenção do que o próprio volante alemão.

Conhecido por sua personalidade tranquila independentemente do peso da partida e por rituais supersticiosos, como usar o mesmo modelo de chuteira há mais de 10 anos, Kroos é com certeza um dos maiores jogadores de todos os tempos do meio de campo. Sua capacidade para se posicionar bem, prever jogadas, dar cadência ao seu time e acertar passes e lançamentos milimétricos o colocam há mais de uma década como um importante jogador, que não perde esse posto no altíssimo nível mesmo atualmente, já perto do fim de sua carreira.

E é esse futebol vistoso e constante que fez ele não apenas voltar à Seleção Alemã, como também renovar por mais uma temporada o seu contrato com o Real Madrid, onde é titular e o grande ponto de tranquilidade de um elenco cercado de talentosos jovens como Vinicius Júnior, Rodrygo, Jude Bellingham, e está próximo ainda de contar com Kylian Mbappé e Endrick.

Retorno triunfal à seleção

Essa experiência também já se mostrou essencial nos últimos dias, após o jogador voltar a vestir a camisa da Alemanha após quase três anos, e dar uma assistência tanto na vitória da Nationalelf contra a França, por 2 a 0, e também no triunfo por 2 a 1 sobre a Holanda.

O experiente Kroos é a esperança renovada de uma seleção que busca recuperar a confiança após duas eliminações seguidas na fase de grupos da Copa do Mundo, e que com ele como referência na linha de um elenco que ainda busca sua melhor versão, almeja o título em casa na Eurocopa.

Nível técnico alto foi importante para o seu retorno

Depois da eliminação nas oitavas de final da Eurocopa de 2020 para a Inglaterra, Kroos tomou a decisão de se aposentar da seleção para focar somente no Real Madrid. Na Espanha, o alemão seguiu sendo titular e importante para o time, mesmo com as saídas de atletas importantes como Cristiano Ronaldo, Karim Benzema, Sergio Ramos, Marcelo e Casemiro. Atualmente, ele é o jogador mais experiente do time titular, tranquilizando e servindo os seus companheiros mais jovens.

 

Nesta temporada, seus números seguem brilhantes. São 95% de passes curtos certos e 85% de lançamentos certos, além de 189 bolas recuperadas e 68 desarmes. O desempenho espetacular fez com que ainda no ano passado, Antonio Rüdiger, zagueiro alemão e companheiro de Kroos no Real Madrid, pedisse sua volta à seleção em entrevista ao site Kicker.

– Vamos jogar uma Eurocopa em casa. Queremos ter os melhores jogadores e atualmente vejo Toni como um dos nossos melhores alemães porque ele é neste momento também um dos melhores jogadores do Real Madrid. E acho que posso falar de forma muito aberta e honesta de que muitas pessoas pensam o mesmo que eu.

Pouco tempo depois, o técnico Julian Nagelsmann tinha se mostrado aberto à ideia e falou que conversaria com o volante. Dito e feito. No mês passado, o próprio Toni Kroos usou o seu Instagram para confirmar que estava à disposição para novas chamadas para a Nationalelf.

Nos dois jogos, ele foi a liderança que a equipe precisava e além de tudo, exaltou os companheiros. Vale ressaltar que da lista de convocados, sete jogadores estavam sendo chamados pela primeira vez à equipe, e um deles, o lateral-esquerdo Maximilian Mittelstädt, fez um dos gols da vitória alemã sobre a Holanda.

– Estou orgulhoso da equipe porque sei que ela vem de um momento muito, muito difícil. Acho importante trazer um certo nível de segurança e autoconfiança para a equipe. A boa notícia é que fizemos dois amistosos muito, muito bons. Muita autoconfiança surgiu em nossa ação e espero que possamos levar isso adiante. Estou convencido de que faremos uma boa Eurocopa – afirmou o volante.

Ao menos mais um ano de Real Madrid

E essa confiança própria e também para os companheiros renderá também o 11 ano do camisa 8 no Real Madrid. A imprensa europeia trata como certa a renovação de Kroos, que vai assinar contrato até o fim da tempoada 2024/2025 na equipe merengue.

Líder da La Liga e um dos favoritos para o título da Champions League, o Real Madrid ainda tem uma temporada repleta de jogos decisivos até maio, e precisará de sua principal referência no meio de campo. Assim como a pressionada Alemanha, que conta com Kroos para a Eurocopa em casa. Um cenário que não assusta um jogador tão tarimbado, acostumado a decisões, e que certamente passa não só tranquilidade, como também a bola literalmente nos pés para seus companheiros brilharem com gols e jogadas individuais.

Foto de Vanderson Pimentel

Vanderson Pimentel

Jornalista formado em 2013, e apaixonado por futebol desde a infância. Em redações, também passou por Estadão e UOL.
Botão Voltar ao topo