Espanha

Koundé: “É verdade que tive outra proposta, mas escolhi o Barça. É um clube ambicioso”

O zagueiro disse que assim que o Barcelona conseguiu um acordo com o Sevilla decidiu que era melhor ficar em La Liga a acertar com o Chelsea

O zagueiro Jules Koundé confirmou que recebeu outra proposta para sair do Sevilla, provavelmente do Chelsea, mas escolheu o Barcelona porque queria ficar em La Liga e pela ambição dos catalães, que tiveram uma janela de transferências muito movimentada e também contrataram Franck Kessié, Andreas Christensen, Raphinha e Robert Lewandowski.

O presidente Joan Laporta anunciou na entrevista coletiva de apresentação do zagueiro francês de 23 anos que o Barcelona havia vendido uma participação da Barça Studios, a sua produtora própria de conteúdo audiovisual, para a Socios.com, o que deve ser suficiente para registrar os reforços, dentro das regras financeiras de La Liga.

“É verdade que tive outra proposta. O esforço foi esperar que o Barça chegasse a um acordo com o Sevilla. Quando senti que isso era possível, escolhi o Barça porque estava muito claro para onde queria ir. É um clube ambicioso e eu gosto de La Liga. Não foi tanto esforço porque queria ficar aqui”, disse o defensor.

Koundé disse que teve uma boa primeira impressão do Barcelona, recebeu carinho de todo mundo, e acredita que a o seu conhecimento do Campeonato Espanhol ajudará na adaptação. Ele fez 133 jogos pelo Sevilla em todas as competições. A chave será se integrar ao estilo de jogo do técnico Xavi Hernández.

“Foram conversas muito fluídas (com Xavi). Ele fez com que eu sentisse carinho, queria que eu viesse para cá. Ele me pediu que fizesse o mesmo que fazia no Sevilla, ser agressivo, pegar a bola atrás e ter compromisso com um clube muito grande e exigente como o Barça. Tenho muita vontade de me integrar ao time para brigar para chegar o mais alto possível”, afirmou.

Agora a zaga do Barcelona está mais recheada. Além de Koundé, conta com Ronald Araújo, Eric García, Christensen e Gerard Piqué. “É muita concorrência. Isso é bom para o time. Há muitos jogos também. O técnico decidirá, não estou preocupado. Aqui tenho que crescer, ainda sou jovem, e ajudar o time no momento em que o técnico me pedir. Estou com muita vontade. Quando há concorrência, para mim é um desafio”, encerrou.

Koundé foi contratado por cerca de € 50 milhões, mais variáveis, o segundo chapéu do Barcelona ao Chelsea neste mercado de transferências porque Raphinha também interessava ao time de Londres.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo