Espanha

Flick coloca um ponto final em polêmica envolvendo saída de titulares do Barcelona

Técnico do Barcelona afirma contar com dois jogadores importantes para o elenco

Hansi Flick assumiu recentemente o comando do Barcelona, e já em seus primeiros dias de trabalho, avalia as melhores peças de seu atual elenco para a próxima temporada.

Precisando de dinheiro para se reforçar, a grande discussão que toma os corredores do Camp Nou é sobre a necessidade de vender alguns jogadores para equilibrar as contas.

Embora tal premissa seja verdadeira, as opções de vender o zagueiro uruguaio Ronald Araújo e o meia Frenkie de Jong, foram completamente descartadas pela direção e pelo novo comandante.  

Hansi Flick, e o diretor esportivo Deco não querem enfraquecer o elenco apenas para arrefecer os problemas financeiros do clube. A ideia é montar um time forte, mas mantendo seus principais jogadores.

Eventuais propostas só serão consideradas caso ultrapassem a multa rescisória dos dois atletas, que é de 400 milhões de euros (para cada um).

Portanto, o novo técnico do Barcelona sabe da qualidade destes dois atletas, e conta com o zagueiro e o meia para o projeto da próxima temporada.

A importância de Araújo e De Jong no novo Barcelona de Flick

O holandês será importante na formação do meio-campo imaginada por Flick. O comandante imagina montar sua equipe em um 4-2-3-1, com dois volantes a frente dos zagueiros, e De Jong cumpre bem as características necessárias para tal função.

No caso de Araújo, a filosofia de intensa pressão, marcação alta e busca incessante pela posse de bola, requer que a equipe que utilize este sistema tenha zagueiros ágeis.

Por jogar com uma linha mais alta, a defesa naturalmente se expõe mais, e neste cenário, o defensor uruguaio tem a velocidade necessária para fazer coberturas precisas e vigor para correr o campo todo para salvar a zaga.

Ronald Araujo
Velocidade de
Ronald Araujo será importante no novo sistema de jogo do Barcelona. Foto: Icon Sport

Interesse de outros gigantes não assusta o Barça

Ronald Araújo despertou o interesse do Chelsea e do Bayern de Munique, e mesmo que o poderio financeiro destes clubes fosse atrativo para a situação atual do Barcelona, a ideia da diretoria espanhola é manter seus melhores jogadores.

O clube londrino pagou cerca de 133 milhões de euros por Moises Caicedo, e mais 121 milhões pelo argentino Enzo Fernández. 

Na visão dos espanhóis, se os Blues investiram tanto em que não conseguiram demonstrar bom futebol na Inglaterra, terão de pagar ainda mais pelos atletas do Barcelona, que tiveram melhor desempenho.

Tanto Ronald Araújo como Frenkie de Jong tem contrato com o time catalão até 2026. A ideia da diretoria do Barcelona é entender o vínculo com os atletas.

Contudo, o clube entende que os dois jogadores vão aguardar pelo início do projeto de Flick antes de definir se renovarão seus contratos ou não.

 

Foto de Lucas de Souza

Lucas de SouzaRedator

Lucas de Souza é jornalista formado pela Universidade São Judas em São Paulo. Possui especialização em Marketing Digital pela Digital House, e passagens pelos sites Futebol na Veia e Futebol Interior.
Botão Voltar ao topo