Espanha

Gol contra e derrota são fantasmas do Barça contra a Real Sociedad no País Basco

“Campo maldito”. É assim que o Estádio Anoeta é conhecido pelos torcedores do Barcelona. Mais uma vez, o encontro entre Barça e Real Sociedad no País Basco confirmou a fama do campo. O time da casa venceu os catalães por 1 a 0, com gol contra de Jordi Alba antes mesmo dos dois minutos de jogo. O tento contra a própria meta gerou um dado peculiar: pelo terceiro ano seguido o Barcelona perdeu para a Sociedad, fora de casa, com um de seus jogadores fazendo um gol contra. Impossível ser mais maldito que isso.

VEJA TAMBÉM: Sánchez estende ótima fase com belo gol em vitória do Arsenal

A cabeçada de Jordi Alba contra o próprio gol foi infortuna, mas longe de ser uma exceção. Isso tem sido a regra. Em 2014, foi Song quem contribuiu para o triunfo da Real Sociedad, por 3 a 1, por La Liga. Já em 2013, Mascherano foi o barcelonista poco amigo, com gol contra crucial para o 3 a 2 do bascos.

O Barcelona não vence a Sociedad no Anoeta desde 2007. Desde então, são quatro derrotas e dois empates em seis jogos disputados. A força da Real Sociedad como mandante é notável também na atual temporada. A campanha em geral é ruim, com apenas 18 pontos conquistados em 17 jogos. Entretanto, metade deles foi conquistada em sua casa, simplesmente contra Real Madrid (4 a 2), Atlético de Madrid (2 a 1) e agora Barça, os três primeiros colocados do campeonato.

Sabendo do retrospecto negativo no campo, bem que Luis Enrique poderia ter começado com Neymar ou Messi entre os titulares. Preferiu poupá-los, já que haviam recentemente voltado do recesso (estendido), e acabou vendo isso lhe custar um importante resultado que poderia ter colocado provisoriamente o time na ponta de La Liga.

Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo