Champions LeagueEspanhaEuropa

Demichelis: “Málaga ainda pode eliminar o Dortmund”

O empate com o Borussia Dortmund até saiu barato para o Málaga mesmo jogando em casa, mas o zagueiro Martin Demichelis continua esperançoso. Para ele, ainda é possível avançar a semifinal mesmo jogando a segunda partida fora de casa e precisando vencer um time tecnicamente superior.

“Entre as coisas positivas neste jogo foi que não sofremos gol. Ok, será difícil em Dortmund, um estádio onde você sempre tem que lidar com muita pressão”, afirmou o jogador. “Mas na minha visão, de experiência, enquanto vamos mostrar respeito em relação a eles, não iremos para a Alemanha sofrendo de qualquer tipo de medo do que pode acontecer”, analisou o defensor.

LEIA MAIS:
Málaga pode comemorar o empate com o Dortmund
Götze: “Os gols que eu perdi são vergonhosos”

“A disputa ainda está totalmente aberta. É um jogo de 11 contra 11 e há milhares de exemplos nessa competição para dizer que nós podemos ir para Dortmund e marcar gols. Nós fizemos isso em San Siro, nós fizemos isso na Rússia e eu não vejo razões por que nós não podemos fazer isso de novo na Alemanha”, disse o jogador argentino.

“O Dortmund é um time perigoso e de alta qualidade, mas nosso elenco é cheio de homens de verdade. Nós iremos lutar muito com eles lá”, declarou. “Nós nos demos tempo para ficar mais confortáveis com a bola com a partida andando e nós tornamos a vida deles complicada para eles. A disputa será decidida com quem comete menos erros na próxima vez. Nós iremos demonstrar intensidade e fé que nós podemos chegar entre os quatro semifinalistas. Nós daremos tudo de nós”, analisou.

Os dois times irão se enfrentar na próxima terça-feira, desta vez na Alemanha, no Signal-Iduna Park, em Dortmund. Os espanhóis não precisam vencer para se classificar: um empate com gols será suficiente para levar o time adiante.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo