Espanha

De volta à Catalunha, Espanha vence a Albânia de forma sofrida com gol de Dani Olmo

Com dificuldade para marcar, a Fúria chegou a irritar o público no RCDE Stadium

Da Catalunha para o mundo, do mundo para a Catalunha. Depois de 18 anos, a Espanha venceu uma partida jogando em solo catalão, no RCDE Stadium, casa do Espanyol. Com muita dificuldade para furar a retranca da Albânia, a Fúria fez 2 a 1 com gols de Ferran Torres e Dani Olmo, no último minuto.

O placar ajuda a contar a história, mas não é o todo. A Espanha, a seu modo, prende demais a bola quando poderia ser mais vertical, e quando falta espaço em campo, o ataque sofre para infiltrar na área e marcar. Esse foi o paredão encarado pela equipe de Luis Enrique contra a Albânia, e embora a partida fosse apenas um amistoso, foram demonstrados padrões preocupantes para as ambições espanholas.

A partida se enrolou até a segunda etapa, quando surgiram os nomes que marcaram os gols nos 15 minutos finais. E para celebrar o retorno à Catalunha, Ferran Torres, recém-contratado pelo Barça, e Dani Olmo, revelação de La Masía que estourou no futebol croata, ajudaram a recuperar o elo perdido da seleção com o povo catalão. Quando as arquibancadas começavam a ficar agressivas, Olmo tirou um belíssimo gol do bolso para dar a vitória à Espanha, nos descontos.

A Albânia fez muito pouco e só marcou por meio de um gol entregue de bandeja pela defesa, aproveitado por Myrto Uzuni. O goleiro David Martín saiu mal, Pau Torres tentou cortar de cabeça e acertou a cabeça de Uzuni, que marcou sem querer e foi para a festa. As vaias parecem ter incomodado a Espanha, que se colocou à frente e, mesmo sem espaço, garantiu o triunfo com gol de Olmo, que acertou um chute colocado no ângulo.

Barcelonices à parte, a Espanha tratou o jogo como se fosse um mero coletivo em que o desempenho e o resultado não importavam. Os testes finais antes da Copa do Mundo requerem um nível maior de concentração e de agressividade que, ao menos neste sábado, estiveram longe de aparecer no campo do RCDE Stadium. A renovação, em nomes, trouxe boas peças para a Espanha, mas é o sistema que precisa de alguns ajustes para render melhor como nos últimos torneios disputados. O tempo está passando, Luis Enrique, e faltam poucos jogos…

Mostrar mais

Felipe Portes

Felipe Portes é zagueiro ocasional, cruyffista irremediável e desenhista em Instagram.com/draw.portes

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo