ArgentinaBrasilEspanha

Contrato milionário na seleção brasileira ou no Real? Simeone prefere ficar sem dinheiro

Simeone, um dos três melhores técnicos da última temporada, deu uma entrevista curta, mas bem legal para a Fifa. Falou sobre o seu futuro no Atlético de Madrid e a possibilidade de um dia assumir a Argentina. O interlocutor deixou a pergunta mais capciosa para o final: se recebesse o melhor contrato da história para treinar Real Madrid ou seleção brasileira, qual escolheria? E respondeu que preferia ficar sem o dinheiro.

LEIA MAIS: Dois relâmpagos de Torres ofuscaram o brilho do Real e classificaram o Atleti

Capaz de o Brasil vender o Cristo Redentor em algum leilão online antes de permitir que um argentino treine a seleção brasileira. O Real Madrid talvez fizesse uma proposta milionária um dia, alguns anos depois de ele sair do Vicente Calderón, até porque o próprio Simeone acredita que a torcida do rival nutre um sentimento ambíguo por ele. “Por um lado, acho que não gostam de mim, mas por outro sinto bastante respeito quando os enfrento”, disse.

Logo, é apenas uma situação hipotética, com poucas chances de virar realidade, e é muito mais fácil recusar milhões de euros que não são verdadeiros, mas imagina o quanto o coração colchonero se enche de emoção quando ouve Simeone falar uma coisa dessas.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo