EspanhaLa Liga

Com suspeita de sabotagem, jogo entre Rayo e Real é adiado

Sabotagem. É o que bradou o presidente do Rayo Vallecano, Martín Presa, sobre o problema de iluminação no estádio de Vallecas, onde seria disputada a partida contra o Real Madrid neste domingo. Segundo o presidente, os cabos de iluminação foram cortados, causando o problema e impedindo que o jogo fosse realizado.

“Cortaram os cabos de luz de toda a rua Payaso Fofó”, disse Martín Presa, 15 minutos antes do início do horário da partida, 21h30 (16h30 no horário de Brasília). “Não suspeito de nada, mas os cabos não se cortam sozinhos. A polícia investigará”, disse o presidente do Rayo Vallecano, clube que fica no bairro de Vallecas, em Madri.

O estádio não tinha nenhum torcedor no horário do jogo. Isso porque, como medida de segurança, os organizadores preferiram esperar uma resolução para a questão da iluminação. “Os responsáveis pela segurança não nos permitem abrir as portas. Estamos tentando emendar os cabos”, explicou Presa. Representantes do governo ainda trabalham com a hipótese de um problema técnico.

Foi dado um horário limite até às 22h no horário local para que o jogo fosse realizado. Depois de passado esse horário (17h, no horário de Brasília), o jogo foi adiado. A partida deve ser disputada nesta segunda-feira, às 20h no horário local (15h no horário de Brasília). O jogo entre Deportivo e Sevilla passaria das 20h45 para 21h45 (16h45 no horário de Brasília). Porém, ainda não há confirmação, já que há o temor que o estádio possa não estar apto até amanhã.

Caso os cabos de luz não sejam consertados, a opção seria jogar às 17h com iluminação natural. Os dirigentes do Rayo se negam a fazer isso, porque seria prejudicial à sua torcida, já que segunda-feira é um dia útil e muitos dos seus torcedores estarão trabalhando. Se a iluminação for restabelecida, o jogo deve ser disputado às 20h locais. Há ainda a opção de adiar o jogo para quando houver uma data disponível, o que se deve acontecer em fevereiro de 2013.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo