Espanha

Aubameyang: “Ronaldo Fenômeno mudou o futebol com a sua habilidade”

Aubameyang escolheu seu top 4 de jogadores, um de cada posição, e incluiu Taffarel e Ronaldo Fenômeno

O atacante Pierre-Emerick Aubameyang mal chegou ao Barcelona, mas já conseguiu deixar uma boa impressão no último fim de semana, quando marcou o seu primeiro hat-trick, ou tripleta, na vitória sobre o Valencia por 4 a 1. Ainda comemorando a boa atuação, ele participou de um quadro da TV Barça para escolher seus quatro jogadores preferidos, um de cada posição. Dois brasileiros estão na lista do gabonês.

VEJA MAIS | Ronaldo: Fenômeno em campo, polêmicas, lenda da Seleção e atormentado por lesões

O jogador tinha que escolher quatro jogadores: um goleiro, um defensor, um meio-campista e um atacante. Começou com um nome que é lendário da posição, especialmente para nós, brasileiros: Cláudio Taffarel, que atuou pela seleção brasileira por 10 anos, de 1988 até 1998. Foi campeão na Copa do Mundo de 1994, sendo importante na primeira final decidida em pênaltis na história do torneio. “Como goleiro escolho Taffarel, ele era o goleiro da seleção brasileira. Para mim, é uma lenda, era ótimo vê-lo jogar, sou um grande fã da seleção brasileira”, disse Auba.

VEJA MAIS | Taffarel, 50 anos: Entre o céu e o inferno, o goleiro fez história na Seleção

Como defensor, ele fez um agrado ao clube: escolheu o zagueiro Carles Puyol, capitão e lenda também do Barcelona por tudo que conquistou com a sua determinação e liderança em um momento histórico do clube. Claro, ainda escreveu uma bela história com a seleção espanhola também, sendo titular e importante na conquista da Copa do Mundo em 2010.

“Como defensor, escolho Puyol por causa do seu carisma. Acho que ele foi um dos melhores zagueiros do mundo, sua personalidade era muito marcante, forte, como eu disse, seu carisma era incrível, então escolho Puyol”, afirmou o atacante.

No meio-campo, a escolha foi de um jogador da sua terra natal. Sim, embora seja filho de gaboneses, Aubameyang nasceu em Laval, na França, e portanto, sua escolha no meio-campo não surpreende, até porque foi um jogador realmente marcante e dos melhores da história: Zinedine Zidane. Ele foi mais contido nas palavras porque, afinal de contas, é um ídolo do rival Real Madrid. “Como meio-campista, eu escolho Zidane porque foi um ótimo jogador e me lembro dele conquistando a Copa do Mundo para a França em 1998. É uma lenda também”.

No ataque, ele traz outro brasileiro, que, aliás, esteve também na Copa 1998 e foi um dos destaques: o brasileiro Ronaldo Nazário, ou Ronaldo Fenômeno, como nos acostumamos a chamar por aqui. “Como atacante, escolho Ronaldo Nazário de Lima. Para mim, ele mudou o futebol com sua habilidade, ele é meu ídolo, é o melhor atacante que eu vi jogar. É isso”.

Assista abaixo o vídeo:

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo