EspanhaLa Liga

Atlético arrancou a vitória mais importante para seguir na briga pelo Espanhol até o fim

O Barcelona pode ter deixado sua crise de lado ao enfiar 8 a 0 sobre o Deportivo de La Coruña no Riazor. Mas não dá para negar que o grande vencedor da rodada no Campeonato Espanhol, mais uma vez, foi o Atlético de Madrid. Os colchoneros sofreram bastante, mas saíram de San Mamés com a valorosa vitória por 1 a 0 sobre o Athletic Bilbao. Três pontos na partida mais difícil que tinham pela frente até o final da liga, e que deixam bem claro: o mínimo vacilo dos blaugranas não será perdoado. O time de Diego Simeone está inteiro na briga pela taça, com os mesmos 79 pontos dos catalães e desvantagem apenas no confronto direto.

A noite no País Basco não começou nada bem para o Atlético. Aos 10 minutos, a equipe perdeu Diego Godín, com uma lesão muscular. No entanto, os colchoneros tiveram motivos para sorrir pouco antes do intervalo. Griezmann levantou a bola na área e Fernando Torres apareceu no meio da zaga para desviar de cabeça. O centroavante balançou as redes pela quinta partida consecutiva, feito inédito em sua carreira profissional. E, instantes depois, Thomas teve a chance de ampliar, mas carimbou a trave.

Já na segunda etapa, a partida se complicou para o Atlético de Madrid. O Athletic Bilbao passou a encontrar mais espaços no ataque e pressionava, parando em Oblak. De qualquer maneira, os colchoneros poderiam ter matado o jogo também com boas chances. Ao menos não fez falta, com o triunfo bastante comemorado em San Mamés.

A contusão de Godín preocupa, bem como o excesso de jogos no final da temporada, com as semifinais da Champions diante do Bayern de Munique. Ainda assim, a vitória desta quarta se desenha como importantíssima na briga pela taça do Espanhol. Nas quatro rodadas restantes, os rojiblancos recebem três adversários no Vicente Calderón (Málaga, Rayo Vallecano e Celta), além de visitar o ameaçadíssimo Levante. Quatro duelos acessíveis, sendo que o encontro com o Celta, o mais difícil deles, só acontece na rodada final. Dá para manter os 100% de aproveitamento para complicar a vida do Barcelona – sem se descuidar do Real Madrid, claro. O pior mesmo será depender de um tropeço dos blaugranas, que também não terão um caminho tão difícil assim.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo