EspanhaLa Liga

Arthur estreou pelo Barcelona com um golaço e boa atuação contra o Tottenham em amistoso

Arthur é um dos maiores talentos revelados no futebol brasileiro nos últimos anos e foi logo alvo do Barcelona. Contratado pelo clube catalão, o meio-campista brasileiro estreou neste sábado à noite, nos Estados Unidos, em amistoso com o Tottenham. E jogou muita bola. Mostrando o seu habitual talento e controle de jogo no meio-campo, ele ainda marcou um golaço, em chute de fora da área na gaveta. O jogo acabou em 2 a 2, com vitória do Barça por 5 a 3 nos pênaltis, no estádio Rose Bowl, em Pasadena, onde foi jogada também a final da Copa do Mundo de 1994.

LEIA TAMBÉM: No seu primeiro jogo pelo Liverpool, Shaqiri marca de voleio contra o Manchester United

Ainda sem a definição da numeração da temporada, Arthur vestiu a camisa 4 no amistoso. O número é usado por Ivan Rakitic normalmente, mas o croata ainda está de férias, junto com os demais jogadores da Copa. Ele foi elogiado pelo técnico Ernesto Valverde. “É um jogador que pode nos trazer muitas coisas. Já temos um tempo trabalhando juntos e trabalhamos para que siga indo bem. Estava muito motivado e fez uma grande partida”.

Contratado ao Grêmio por € 31 milhões, Arthur é um jogador com potencial imenso e era visto inclusive como alguém com potencial para estar na Copa 2018. Deve ser uma das novidades de Tite na próxima convocação da seleção em setembro para estrear com a camisa do Brasil. Em setembro de 2017, o jogador foi convocado para a partida contra a Bolívia, pelas Eliminatórias, mas não entrou em campo.

Primeiras impressões do time

Foi o primeiro jogo da pré-temporada do Barcelona e nenhum dos jogadores que estiveram na Copa do Mundo participaram da partida. Por isso, o time que entrou em campo foi muito modificado, com algumas estreias e jogadores do time B: Cillessen, Semedo, Marlon, Lenglet e Miranda; Sergi Roberto, Arthur, Denis Suárez, André Gomes, Rafinha e Munir.

Outro que aproveitou a chance do amistoso para mostrar trabalho foi o atacante Munir El Haddadi, que voltou de empréstimo do Alavés e marcou o primeiro gol. O atacante, de 22 anos, vive a expectativa de continuar no elenco blaugrana, apesar das contratações para o ataque. O jogador só tem mais um ano de contrato, até junho de 2019. É possível que o Barcelona decida por negociá-lo para fazer algum dinheiro.

O zagueiro brasileiro Marlon, ex-Fluminense, é outro com futuro incerto. Ele foi titular na partida, mas com a contratação do Clement Lenglet e a boa Copa de Yerry Mina, ainda cotado para deixar a equipe, Marlon parece ter pouco espaço para permanecer no elenco principal. É mais provável que seja novamente emprestado.

Quem também tem futuro incerto é o meio-campista Rafinha, que jogou a metade final da temporada passada emprestado à Internazionale. O brasileiro tinha uma cláusula de compra estabelecida em contrato, mas o clube italiano não conseguiu exercê-la. Ainda é incerto se o jogador será mantido no elenco, mas as saídas de Andrés Iniesta e Paulinho podem facilitar para o brasileiro. Só Arthur nessa posição foi contratado.

O técnico Ernesto Valverde ficou satisfeito com o desempenho do time. “Gostei de muitas coisas da partida, como a capacidade de iniciativa, a intenção de dominar o jogo e a postura dos jogadores do Barça B”. Para o técnico, a atuação dos jovens jogadores da base do clube é uma ótima notícia.

Quem estreou foi o brasileiro Malcom, que entrou no segundo tempo no lugar de Rafinha. Ele cobrou um dos pênaltis na disputa final, vencida pelo Barcelona.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo