Dani Alves critica gestão do Barça: “Tenta ser um time comercial em vez de um time com personalidade”

Apesar de uma carreira incrivelmente vencedora com o Barcelona, Daniel Alves deixou a equipe pela porta dos fundos, segundo o brasileiro. Hoje, de longe, observa descontente os rumos tomados pelo clube, ao qual acusa de ter se “prostituído”: “Tenta ser uma equipe comercial em vez de uma equipe com personalidade”.

[foo_related_posts]

Em entrevista à rádio catalã RAC 1, o jogador do São Paulo afirmou ver o Barça se afastando de sua identidade em sua atuação no mercado. “Antes, eles contratavam jogadores de que precisavam e que correspondiam à filosofia do clube. Agora, eles contratam muitas pessoas que não têm a identidade do Barça”, avaliou.

“Muitos jogadores lutam bastante, mas eles não defendem a identidade do clube”, completou. Nessa estrutura de compra e venda de jogadores apontada por Dani Alves, o brasileiro diz que a gestão do clube “se prostituiu, entre aspas”.

O Barcelona, como instituição, de fato parece meio perdido nos últimos anos. Desde a venda de Neymar, apostou em contratações caras que não deram certo, como Ousmane Dembélé, Philippe Coutinho e Antoine Griezmann, e não encontrou a estabilidade de seus melhores tempos. Ainda assim, vale ressaltar que Dani Alves claramente não carrega consigo uma boa relação com a direção blaugrana, o que pode influenciar seu posicionamento.

“Eu tinha o Real Madrid, vim aqui para o Barça, e me mandaram embora pela porta dos fundos”, afirmou, relembrando o período em que jogava pelo Sevilla e foi contratado pelos catalães, em 2008, e o momento de sua saída, em 2016. “Foi uma falta de respeito, e eu saí antes que eles me tirassem de lá. Se tivessem me tratado como deveriam, eu ainda estaria aqui e poderia ter me aposentado aqui.”

O brasileiro afirma que gostaria de ter retornado ao clube após a temporada que passou na Juventus, em 2016/17. À época, foi procurado também por Pep Guardiola e o Manchester City, mas acabou optando pelo PSG, onde atuaria ao lado do amigo Neymar. Sua história no Barça poderia ter tido um segundo capítulo, se dependesse de sua vontade, mas a relação com a direção não era boa: “Eles precisavam de mim, mas não tiveram colhões para reconhecer que tinham errado comigo”.

Questionado sobre a polêmica em torno de Lionel Messi, que na última janela de transferências expressou seu desejo de deixar o Barcelona, Dani Alves revelou ter conversado com o argentino. “Quando eles buscavam me mandar embora, ele (Messi) tinha me dito: ‘Onde você será melhor do que no Barça?’ Quando a história (da vontade do argentino de mudar de ares) saiu, lhe disse a mesma coisa. Ele não me respondeu. Mas aqui a diferença é que eles queriam me mandar embora, e com ele, não.”

Ao longo de oito anos no Barcelona, Daniel Alves conquistou 23 títulos no que foi a era mais vencedora da história do clube catalão. Foram seis troféus de La Liga, quatro Copas do Rei, três Champions Leagues e três Mundiais de Clubes, além de outros torneios de menor peso.