Copa do Mundo

Reino Unido anuncia apoio à candidatura local para a Copa de 2030 e oferece seus estádios para receber mais jogos da Euro 2020

A realização da Euro 2020 em 12 países diferentes ainda gera uma série de dúvidas, sobretudo pela situação da pandemia. A Uefa não deve adiar a competição mais uma vez, com o pontapé inicial previsto para 11 de junho, e ainda se baseia na ideia de contar com 12 sedes. O Reino Unido, no entanto, se coloca como uma alternativa. O primeiro ministro Boris Johnson afirmou que os estádios locais poderão receber mais jogos, se necessário. Além disso, também anunciou o apoio estatal na candidatura dos britânicos à Copa do Mundo de 2030.

O Reino Unido será palco de 11 partidas da Eurocopa, sete em Wembley e outras quatro no Hampden Park, incluindo as semifinais e a final. Contudo, diante da abrangência da campanha de vacinação no país, os britânicos se dizem confiantes para mais e se ofereceram para receber novas partidas se necessário. Segundo Boris Johnson, seus ministros já estariam em contato com a Uefa para o apoio na organização.

A Football Association, entretanto, apontou que o foco dos dirigentes locais está nos sete jogos previamente acordados em Wembley e que, por enquanto, não há outros planos. A entidade, ainda assim, agradeceu os esforços do poder público para tentar garantir a presença dos torcedores nas partidas. Com a vacinação, é possível que os portões sejam abertos ao menos no Reino Unido. Cada país-sede da Eurocopa tem até 5 de abril para informar à Uefa suas previsões de abertura ao público.

Já sobre a Copa do Mundo, Boris Johnson afirmou que está ansioso para “trazer o futebol de volta para casa” em 2030. “Acho que é o lugar certo. É o lar do futebol, é o momento certo. Será uma coisa absolutamente maravilhosa para o país”, declarou o primeiro ministro. “Adoraria que o lar do futebol recebesse o Mundial de 2030 e seria algo maravilhoso para o país desfrutar. Queremos fazer muito mais para incentivar o esporte depois da pandemia e ver uma explosão de futebol nos próximos anos”.

O governo do Reino Unido prometeu £2,8 milhões para iniciar a candidatura local à Copa de 2030. A campanha deverá ser realizada em conjunto com a República da Irlanda. A ideia inicial é que as partidas aconteçam em Inglaterra, Escócia, Gales, Irlanda do Norte e Irlanda, com o trabalho em conjunto das cinco federações. Segundo comunicado oficial, as entidades realizam no momento um trabalho para avaliar a viabilidade do torneio, antes de oficializar o processo. “Organizar uma Copa do Mundo seria uma oportunidade incrível para oferecer benefícios às nossas nações”, apontou a nota publicada pelas federações.

Por enquanto, há quatro candidaturas oficias à Copa de 2030: Uruguai, Argentina, Paraguai e Chile; Romênia, Grécia, Bulgária e Sérvia; Espanha e Portugal; e Marrocos, que ainda pode se unir a Argélia e Tunísia. Países como Camarões e Egito já manifestaram interesse, bem como uma candidatura conjunta entre Colômbia, Equador e Peru.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Bloqueador detectado

A Trivela é um site independente e que precisa das receitas dos anúncios. Considere nos apoiar em https://apoia.se/trivela para ser um dos financiadores e considere desligar o seu bloqueador. Agradecemos a compreensão.