Copa do Mundo

A melhor notícia de Inglaterra 0 x 1 Bélgica é que finalmente acabou a terceira rodada

Dois times reservas, ninguém fazendo muita força para ganhar o jogo e uma contagem de cartões amarelos para ver quem ficaria em primeiro (ou segundo) lugar. Dá para ter uma boa ideia de como foi o jogo teoricamente mais esperado da rodada final do Grupo H. Inglaterra e Bélgica fizeram uma partida apenas levemente menos embaraçoso do que França x Dinamarca, com algumas chances de gol. E, bom, não foi 0 a 0: no começo do segundo tempo, Januzaj fez o único tento da partida e garantiu o primeiro lugar do grupo aos belgas. Mas não foi o suficiente para escapar das vaias da torcida de Kaliningrado. No fim, o melhor momento da partida foi Batshuayi mostrando toda sua pontaria na comemoração do gol. Mas tudo bem. A terceira rodada, cheia de partidas muito pouco emocionantes, chegou ao fim. Que venham as oitavas!

Usando os elencos

Aproveitando a classificação antecipada, e sem aquela vontade mortal de ficar em primeiro lugar, os dois times usaram os seus elencos nesta partida. A Bélgica teve apenas Courtois e Boyata como titulares em campo. Roberto Martínez ainda deu 15 minutos para Vincent Kompany, os primeiros na Rússia para o zagueiro que chegou à Copa com problemas físicos. Gareth Southgate também escalou apenas dois: o goleiro Pickford e John Stones, substituído por Harry Maguire no intervalo. 

Primeiro tempo

Youri Tielemans enganou, logo no começo da partida, com um chute de fora da área, cheio de curva, que foi um pouco difícil para Pickford defender. Logo na sequência, o goleirão inglês quase entregou o ouro, ao soltar uma bola, dentro da pequena área, que estava segura. Houve pouco além disso. A contagem mais relevante era a de cartões amarelos. Tielemans e Dendoncker foram advertidos, elevando a vantagem da Inglaterra para três nos pontos disciplinares. O primeiro tempo terminou com vaias da torcida em Kaliningrado. 

Segundo tempo

Se a ideia era cozinhar o jogo até o fim, Januzaj não recebeu o memorando. Aos 5 minutos, pegou a bola dentro da área, ciscou para um lado, puxou para a esquerda e marcou com um belo chute. O gol garantia o primeiro lugar para a Bélgica, e a Inglaterra não pareceu muito insatisfeita com o segundo, que a colocaria na chave teoricamente menos complicada. Ainda assim, houve duas oportunidades para os ingleses empatarem. Rashford saiu cara a cara com Courtois, que desviou na ponta dos dedos. Em cobrança de escanteio, Welbeck bateu cruzado e faria o gol, não fosse o pé salvador de Fellaini. 

Melhor momento da partida

O melhor momento do jogo morno foi a comemoração do gol de Januzaj. Batshuayi pegou a bola com as mãos e encheu o pé, naquele ato comum de desabafo. Mas acertou a trave. E a bola, na sequência, acertou o seu rosto. Depois do jogo, no Twitter, o jogador do Borussia Dortmund levou a situação na brincadeira: “Eu sabia que estaria ferrado na hora que abri minhas menções (da rede social). Por que eu sou tão estúpido, brother? Essa merda dói”. 

Ficha técnica

Inglaterra 0 x 1 Bélgica

Local: Estádio de Kaliningrado, em Kaliningrado
Árbitro: Damir Skomina (Eslovênia)
Gols: Adnan Januzaj (BEL)
Cartões amarelos: Youri Tielemans, Leander Dendoncker (BEL)

Inglaterra: Jordan Pickford; Phil Jones, John Stones (Harry Maguire) e Gary Cahill; Trent Alexander-Arnold (Danny Welbeck), Ruben Loftus-Cheek, Eric Dier, Fabian Delph e Danny Rose; Jamie Vardy e Marcus Rashford. Técnico: Gareth Southgate

Bélgica: Thibaut Courtois; Leander Dendoncker, Dedryck Boyata e Thomas Vermaelen (Vincent Kompany); Nacer Chadli, Youri Tielemans, Mousa Dembélé e Thorgan Hazard; Adnan Januzaj (Dries Mertens), Marouane Fellaini e Michy Batshuayi. Técnico: Roberto Martínez

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo