Copa do Mundo

Lewandowski faz seu primeiro gol em Copas e Polônia resiste à pressão da Arábia Saudita para vencer

Arábia Saudita pressionou no calor da torcida, mas a Polônia foi mais eficiente e contou com gol de Lewandowski para vencer e ficar viva na disputa por vaga na próxima fase

A Arábia Saudita fez mais um bom jogo depois da estreia surpreendente contra a Argentina, pelo Grupo C da Copa do Mundo, mas desta vez acabou derrotada pela Polônia de Robert Lewandowski. O atacante participou dos dois gols do time na vitória por 2 a 0, dando assistência no primeiro e marcando ele mesmo o segundo, acabando com o tabu de nunca ter feito um gol em Copas. A vitória leva a Polônia a quatro pontos e fica em melhor posição para brigar pela vaga nas oitavas de final contra a Argentina, na última rodada, na próxima quarta-feira, dia 30.

Escalações

O técnico da Polônia, Czeslaw Michniewicz, fez algumas mudanças no time em relação à estreia. E foram mudanças significativas: saíram Jakub Kaminski, Sebastian Szymanski e Nicola Zelewski e entraram Krystian Bielek para atuar ao lado de Grzegorz Krychowiak, Przemyslae Frankowski para fazer a ala esquerda e Arkadisuz Milik no ataque, para fazer companhia para Robert Lewandowski. Piotr Zielinski ficou como um meia, atrás dos dois atacantes.

Na Arábia Saudita, a mudança veio na lateral esquerda, já que Yasir Al-Shahrani saiu machucado no primeiro jogo depois de se chocar feio com o goleiro Mohamed Al-Owais e precisou de cirurgia. Houve mudança no meio-campo também com a saída de Salman Al-Faraj, machucado no primeiro jogo, e a entrada de Sami Al-Najei.

Primeiro tempo

Empolgada depois da vitória contra a Argentina, a Arábia Saudita começou bem o meio-campo. Os primeiros minutos tiveram os sauditas partindo para cima, tentando pressionar a Polônia. Aos 12 minutos, o lateral Saud Abdulhamid chegou pela direita e tocou para trás. Mohamed Kanno bateu de primeira, colocado, e exigiu boa defesa de Wojciech Szczesny.

Aos 25 minutos, a melhor chance da Polônia até então. Cobrança de escanteio na área e Krystian Byelik apareceu na área, subiu mais que a marcação e exigiu boa defesa de Mohammed Al-Owais. Foi a primeira vez que os poloneses conseguiram uma boa jogada pelo alto.

A Polônia conseguiu abrir o placar aos 39 minutos. Lançamento do goleiro para Matty Cash, que tabelou, recebeu, foi até a linha de fundo e achou Lewandowski. O centroavante passou pelo goleiro, mas ficou sem ângulo e tocou para trás. Zielinski pegou de primeiro e encheu o pé para marcar 1 a 0 para os poloneses.

Só que antes do fim do primeiro tempo, tivemos um lance crucial: em disputa dentro da área, Saleh Al-Shehri foi derrubado por Krystian Bielik. O árbitro Wilton Pereira Sampaio não tinha marcado nada, mas foi chamado pelo VAR e, após revisar o vídeo, decidiu por marcar a penalidade.

Grande destaque da última partida, Salem Al-Dawsari cobrou mal e o goleiro Szczesny defendeu e, no rebote, Mohammed Al-Buryak bateu firme e o goleiro polonês defendeu novamente, mandando para escanteio. Nada de gol da Arábia Saudita e o primeiro tempo terminou mesmo com os poloneses em vantagem.

Segundo tempo

Já no intervalo o técnico Hervé Renard levou a campo Nawad Al-Abed no lugar de Sami Al-Najei. A postura saudita lembrou um pouco o que foi feito no segundo tempo do jogo contra a Argentina: uma pressão alta, no campo de ataque, com muitos jogadores. Por isso, o que víamos em campo era uma presença constante do time saudita no campo de ataque, rondando a área e criando chances. A Polônia foi empurrada para trás.

A pressão saudita era grande. Aos 14 minutos, em uma boa troca de passes pelo meio, Salem acionou Firas, que encheu o pé e mandou fora. Logo em seguida, o time saudita tomou a bola na saída do Jakub Kiwior, Saleh Al-Shehri ficou com a bola, saiu depois de dividida, sem falta, e a bola sobrou para Kanno finalizar forte e por cima do gol.

A Polônia reagiu aos 17 minutos. Jogada trabalhada, Lewa abriu na esquerda para Frankowski e Milik mergulhou para tocar de cabeça e a bola explodiu na trave. Pouco depois, aos 20 minutos, os poloneses carimbaram a trave mais uma vez. Em jogada pelo lado direito, Lewandowski se antecipou ao goleiro e tocou na boal, mas ela parou na trave.

Salem teve uma chance em finalização na entrada da área, de pé direito, em posição similar onde ele fez o gol contra a Argentina, mas desta vez ele não pegou tão bem na bola e o goleiro Szczesny defendeu com tranquilidade.

O lateral Saud Abdulhamid, que no primeiro tempo jogou na lateral direita, jogou pela esquerda no segundo e fez uma grande jogada aos 33 minutos. Ele costurou pela ponta esquerda, entrou na área e cruzou. A bola rebateu na defesa e cobrou para Al Malki, que bateu de chapa, mas errou o alvo. Pouco depois, Sultan Al-Ghannam chegou pela direita e cruzou forte, mas ninguém conseguiu tocar na bola.

Aos 36 minutos, porém, a Polônia matou o jogo em um erro terrível do zagueiro Abdulelah Al Malki bobeou, perdeu a bola para Lewandowski, que teve tranquilidade para rolar para o fundo da rede: 2 a 0 para os poloneses. Foi o primeiro gol do atacante em uma Copa do Mundo, depois de passar em branco nas três partidas no Mundial anterior e no primeiro desta edição, com direito a perder um pênalti no jogo de estreia, na rodada passada.

Lewa teve mais uma grande chance ao receber pelo meio, passar pela marcação com a facilidade de uma faca quente na manteiga, com dois toques, e quando o goleiro saiu, tentou o toque por cima do goleiro, mas o saudita defendeu.

Os poloneses voltam a campo no dia 30, próxima quarta-feira, desta vez contra a Argentina, cabeça de chave do grupo. A Arábia Saudita continua com boas possibilidades de classificação. O time enfrenta o México, no mesmo dia e hora do jogo da Polônia contra a Argentina. Se vencerem, os sauditas estão classificados para a próxima fase.

Ficha técnica

Polônia 2×0 Arábia Saudita

Local: Estádio Education City, em Al Rayyan
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (Brasil)
Gols: Piotr Zielinski, Robert Lewandowski (Polônia)
Cartões amarelos:
Jakub Kiwior, Matty Cash, Arkadisuz Milik (Polônia), Abdulelah Al Malki, Abdulelah Al-Amri (Arábia Saudita)
Cartões vermelhos:
nenhum

Polônia: Wojciech Szczesny; Bartosz Bereszynski, Kamil Glik e Jakub Kiwior; Matty Cash, Krystian Bielik, Grzegorz Krychowiak e Przemyslaw Frankowski; Piotr Zielinski (Jakub Kaminski); Arkadiusz Milik (Krysztof Piatek) e Robert Lewandowski. Técnico: Czeslaw Michniewicz

Arábia Saudita: Mohammed Al-Owais, Saud Abdulhamid, Abdulelah Al-Amri, Ali Al-Boleahi e Mohammed Al-Burayk (Sultan Al-Ghannam); Abdulelah Al Malki (Abdulrahman Alobud); Firas Al-Buraikan, Sami Al-Najei (Nawaf Al-Abed), Mohamed Kano e Salem Al-Dawsari; Saleh Al-Shehri (Nasser Al-Dawsari). Técnico: Hervé Renard

https://www.youtube.com/watch?v=6UDLjZW22Ds
Foto de Felipe Lobo

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!). Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009, onde ficou até 2023.
Botão Voltar ao topo