Eliminatórias da Copa

Turquia teve pênalti para forçar prorrogação, mas perdeu, e é Portugal quem avança à final

Yilmaz isolou um pênalti, a dez minutos do fim, Portugal acabou vencendo por 3 a 1 e enfrentará a Macedônia do Norte

A Turquia renasceu no segundo tempo contra Portugal no Estádio do Dragão, descontou e teve uma chance de ouro para empatar e forçar a prorrogação, mas Burak Yilmaz, principal atacante do time, perdeu um pênalti, para o alívio dos torcedores portugueses. Para alívio maior ainda, com a vitória por 3 a 1, eles nem terão que enfrentar a campeã europeia Itália por vaga na Copa do Mundo do Catar. A adversária da próxima terça-feira será a Macedônia do Norte.

Não foi uma classificação tão tranquila quanto o placar poderia indicar. Portugal abriu 2 a 0 no primeiro tempo, mas passou por um período de pressão da Turquia. Depois do intervalo, quando parecia que estava no controle, levou o gol de Yilmaz, em boa bola trabalhada pelos turcos, e depois foi um desespero até conseguir matar a parada com Matheus Nunes nos acréscimos.

Otávio, apenas em seu terceiro jogo por Portugal, marcou uma vez e deu uma assistência no primeiro tempo. Ele começou jogando em um meio-campo bastante ofensivo com João Moutinho, Bruno Fernandes e Bernardo Silva. Diogo Jota compôs o ataque com Cristiano Ronaldo.

Portugal exerceu uma forte pressão nos primeiros 15 minutos até conseguir abrir o placar. Cristiano Ronaldo recebeu um passe açucarado de Diogo Dalot, mas, completamente livre dentro da área, pegou embaixo demais na bola e isolou. Diogo Jota, na boca do gol, se esticou para completar uma cobrança de falta da direita e também mandou por cima do travessão.

O primeiro gol saiu em uma boa troca de passes de Portugal. Começou com Cristiano Ronaldo recebendo de Moutinho nas costas da defesa. Jota domino, driblou e ajeitou para Bernardo Silva chegar batendo rasteiro, no pé da trave. Otávio pegou o rebote. O goleiro Ugurcan Çakir ainda se jogou na frente da bola, mas não conseguiu evitar que ela cruzasse a linha.

Mas Portugal baixou o ritmo em seguida e começou a ter problemas na saída de bola. Cengiz Ünder aproveitou um dos erros para bater de fora da área em cima de Diogo Costa. Dois minutos depois, uma chance muito mais perigosa, com Kerem Aktürkoglu saindo nas costas da defesa e cruzando da linha de fundo à segunda trave, onde Berkan Kutlu cabeceou para fora.

Como resultado de mais erros de Portugal, Burak Yilmaz soltou a perna canhota de fora da área e Orkun Kökçü exigiu boa defesa de Costa com um chute rasteiro, no canto. Apenas na marca da meia hora Portugal conseguiu devolver um soco, com uma cabeçada perigosa de Cristiano Ronaldo. Conseguiu retomar o controle da partida e, aos 42, Otávio levantou na medida para um ótima cabeçada de Jota que fez 2 a 0 para os donos da casa.

Portugal teve o controle no começo do segundo tempo e chegou a criar algumas oportunidades de finalização, mas quem conseguiu marcar foi a Turquia. Aos 20 minutos, Yilmaz tabelou com Ünder, recebeu na medida e tocou na saída de Costa para descontar. Otávio quase selou com chave de ouro a sua ótima noite com uma cabeçada consciente, de frente, após cruzamento de Guerreiro. Mandou para fora.

Aos 35 minutos, Enes Ünal dominou na entrada da área e levou um chute no pé de José Fonte. O árbitro Daniel Siebert checou o monitor do assistente de vídeo antes de confirmar a penalidade. Yilmaz, porém, tentou chapar no ângulo, pegou embaixo demais na bola e mandou por cima, com direito a um raspão na parte de fora do travessão. Em um contra-ataque, Rafael Leão tocou nas costas da defesa para Matheus Nunes fechar o placar, aos 49 minutos da etapa final.

.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo