Eliminatórias da Copa

Tite convoca Artur, do Red Bull Bragantino, para a seleção brasileira

Atacante de 23 anos já tinha defendido a seleção sub-20 e olímpica e chega à principal pela primeira vez para jogos contra Argentina e Peru

O técnico da seleção brasileira, Tite, convocou o atacante Artur, do Red Bull Bragantino, para os dois jogos restantes das Eliminatórias da Copa nesta data Fifa. O jogador, de 23 anos, chega para aumentar as opções do treinador, que tem só 22 jogadores disponíveis entre todos os convocados. O treinador priorizou chamar alguém que atua no Brasil para facilitar a apresentação.

LEIA TAMBÉM:
Desfalcado, Brasil joga mal, mas vence o Chile com gol de Éverton Ribeiro
Seleção do Brasileirão cada vez mais próxima: CBF convoca mais nove jogadores e inclui Hulk e Gérson
Tite convoca Arana, Bruno Guimarães, Claudinho, Matheus Cunha e Raphinha; confira a lista da seleção brasileira

Nove jogadores que atuam na Inglaterra não foram liberados e dois jogadores do Zenit, Claudinho e Malcom, que foram chamados de volta pelo clube por causa de um confronto contra o Chelsea na Inglaterra. Os britânicos exigem quarentena de 10 dias para quem vem de países da lista vermelha do Reino Unido, como são todos da América do Sul.

Artur já tinha sido convocado para a seleção sub-20, em 2016, ainda com o técnico Rogério Micale. Também foi convocado para amistosos preparatórios da seleção olímpica para Tóquio 2020. Formado pelo Ceará, o jogador foi contratado ainda na base para o Palmeiras, que o emprestou para o Londrina e para o Bahia. Em 2020, foi vendido ao Red Bull Bragantino por R$ 25 milhões (na época, € 5,5 milhões).

Um jogador que atua nas pontas, ele chega para ser uma opção para os dois próximos jogos, contra a Argentina, no domingo, dia 5, em São Paulo, e na quinta-feira, dia 9. Este terceiro jogo, com dois dias a mais na janela de jogos internacionais, é justamente um ponto de disputa com as ligas europeias.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo