Eliminatórias da Copa

Portugal abre 2 a 0, mas vê Sérvia buscar empate e tem gol não validado em polêmico lance derradeiro

Pela segunda rodada das eliminatórias europeias para a Copa do Mundo 2022, Portugal foi até Belgrado enfrentar a Sérvia e parecia encaminhar uma tranquila vitória, abrindo 2 a 0 na primeira etapa. No entanto, os sérvios mudaram a marcha na volta do intervalo e, com grande atuação de Nemanja Radonjic, substituto que entrou no retorno ao campo para o segundo tempo, foi buscar o empate em 2 a 2. No lance final de jogo, uma decisão polêmica da arbitragem impediu a vitória de Portugal pelos pés de Cristiano Ronaldo.

Com a seleção portuguesa superior na primeira etapa, um protagonista se projetava no duelo. Diogo Jota, do Liverpool, titular pela ponta esquerda, apareceu em dois lances com oportunismo de centroavante para dar vantagem ao time de Fernando Santos.

Aos 11 minutos, Bernardo Silva recebeu belo lançamento de Bruno Fernandes, trocou passes com Cristiano Ronaldo, cruzou da direita, e Jota apareceu às costas de Milenkovic para cabecear e abrir o placar. Mais tarde, aos 36, Bernardo Silva desorientou a defesa sérvia com uma troca rápida de direção, abriu pela direita com Cédric Soares, que cruzou no meio da área. Jota, de novo ele, desta vez se antecipou a Milenkovic e cabeceou para ampliar.

Em sua melhor chance na primeira etapa, ainda assim sem realmente assustar o goleiro Anthony Lopes, Kostic recebeu de Mitrovic na esquerda e cruzou para cabeçada de Vlahovic, à esquerda do gol.

O técnico Dragan Stojkovic voltou para a segunda etapa com duas alterações: Maksimovic e Radonjic nos lugares de Lazovic e Vlahovic, e a troca teve efeito imediato. No primeiro minuto do segundo tempo, Radonjic foi lançado na ponta direita, cruzou com precisão, e Mitrovic ganhou a disputa pelo alto com Danilo Pereira e José Fonte para desviar de cabeça e diminuir.

Não demorou para a Sérvia chegar ao empate: aos 15 da segunda etapa, em contra-ataque fantástico, com velocidade e passes precisos, Tadic abriu com Radonjic pela direita, e o jogador do Olympique de Marseille, emprestado ao Hertha Berlim, deu um bonito corte de letra na marcação antes de tocar para Kostic, que bateu na saída de Lopes e fez o 2 a 2.

Radonjic seguiu incendiando os ataques da Sérvia, dando trabalho em especial a João Cancelo. Aos 20 minutos, quase marcou um bonito gol ao dar uma caneta no lateral do Manchester City e mandar uma bomba em cima de Anthony Lopes.

A Sérvia teve futebol até para virar contra os portugueses, mas foi aos poucos perdendo o ritmo com que havia voltado para o segundo tempo. Portugal tampouco conseguiu criar grandes oportunidades ao longo da segunda etapa, surpreendido por uma postura diferente da Sérvia. Isso, é claro, com exceção do último lance da partida.

Aos 48 do segundo tempo, Cristiano Ronaldo bateu na saída do goleiro Marko Dmitrovic e viu a bola tomar o caminho do gol. Com o camisa 7 já em corrida para comemorar, Stefan Mitrovic, zagueiro, se atirou para interceptar, mas a bola aparentemente já havia cruzado a linha. O árbitro não assinalou o gol, e, sem a presença de VAR ou tecnologia de linha de gol nos jogos das eliminatórias europeias para a Copa, a decisão de campo permaneceu. Revoltado, Ronaldo correu até o bandeirinha, levou cartão amarelo e pareceu abandonar o campo antes mesmo do apito final, atirando a braçadeira de capitão no gramado.

Classements proposés par SofaScore LiveScore

O resultado já tinha um gosto amargo aos portugueses e azedou ainda mais com as circunstâncias do fim da partida. Após o empate, Portugal e Sérvia foram a quatro pontos, com os sérvios liderando a chave pelo número de gols marcados.

Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo