Eliminatórias da Copa

Pepe volta aos treinos e deve reforçar Portugal para a decisão contra a Macedônia do Norte

Recuperado da covid, zagueiro terá papel importante na final da chave da repescagem europeia

Aos 39 anos, o alagoano Kepler Laveran de Lima Ferreira já viu de quase tudo no futebol. Presença constante na seleção de Portugal desde 2007 e com presenças em Copas do Mundo, Pepe será crucial em mais uma página da história de sua seleção. Recuperado da covid, o defensor deve ser escalado novamente por Fernando Santos para o jogo decisivo de terça-feira, contra a Macedônia do Norte, nas Eliminatórias para a Copa do Mundo.

Convocado para três Mundiais e quatro Eurocopas (incluindo a campanha vitoriosa em 2016), além do título da Liga das Nações em 2019, Pepe está perto do fim do seu ciclo enquanto profissional. Mas ainda tem muito o que entregar. Saudado por Cristiano Ronaldo no treino da manhã desde domingo, o atleta do Porto é visto como rei pelos colegas, por conta da longevidade.

O ânimo do elenco é outro, bastante diferente da tensão que tomou conta depois que a equipe lusitana foi derrotada pela Sérvia e forçada a lutar pela vaga na Copa via repescagem. “O rei voltou, olha aí”, comentou Cristiano quando Pepe entrou em campo para treinar.

A vitória imponente contra a Turquia, por 2 a 1, na quinta-feira, garantiu os portugueses na final da repescagem. A expectativa geral era de que o adversário na decisão fosse a Itália, mas os macedônios arrancaram na marra a passagem para o último jogo. Isso não muda o fato de que os comandados de Fernando Santos estão vacinados contra o oba-oba e o discurso de favoritismo.

“A Macedônia do Norte ganhou quatro de seus últimos jogos das Eliminatórias como visitante. Dois deles contra gigantes do tamanho de Itália e Alemanha. Isso diz muito. Eles são um time agressivo e certamente virão muito confiantes para o jogo contra nós. Essa pressão para vencermos sempre existiu. Não se dá por conta do rival, é pela missão de ir para a Copa do Mundo. Temos de ir para o Catar e não podemos decepcionar nossa torcida, comentou o meia Bernardo Silva.

Mas a frase que todos esperavam ouvir veio mesmo de outro meia, João Moutinho: “Não vou mentir, todos nós esperávamos que fosse a Itália. O futebol é diferente hoje em dia, qualquer time pode vencer neste nível, não importa os nomes, números ou estatísticas envolvidas. A Macedônia do Norte tem um grupo incrível, unido e forte, e fará o seu melhor para tornar nossa vida mais difícil na terça-feira”, afirmou o veterano.

A seleção da Macedônia do Norte foi bem mais longe do que o esperado, e mostrou que, do seu jeito, também pode surpreender Portugal. Será que o raio pode cair duas vezes no mesmo lugar, ou ninguém tira de Cristiano, Pepe e grande elenco mais essa vaga em uma Copa do Mundo?

Mostrar mais

Felipe Portes

Felipe Portes é zagueiro ocasional, cruyffista irremediável e desenhista em Instagram.com/draw.portes

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo