Eliminatórias da Copa

Mancini mostra confiança: “Vamos nos classificar e, com sorte, ganhar a Copa”

Apesar de ter caído para a repescagem das Eliminatórias, Mancini, técnico da Itália, foca nos jogos de março para levar a Azzurra à Copa

A Itália vai novamente passar pela repescagem para tentar uma vaga na próxima Copa do Mundo, desta vez a do Catar. A Azzurra ficou em segundo no seu grupo depois de empatar com a Irlanda do Norte e a Suíça golear a Bulgária. Com isso, a Itália terá que disputar os jogos da repescagem, em março, contra adversários ainda não sorteados. Apesar disso, Roberto Mancini, técnico da Itália, mostrou confiança não só em classificar: acredita que a Itália pode ganhar a Copa 2022.

“Estou decepcionado”, disse Mancini na coletiva de imprensa após o jogo contra a Irlanda do Norte. Os norte-irlandeses venceram a Lituânia por 1 a 0 e empataram os outros três jogos que fizeram em casa por 0 a 0. O último deles contra a Itália, o que selou a perda da liderança da Azzurra e jogou os italianos para a repescagem, com a vitória por goleada da Suíça sobre a Bulgária.

“Tornamos a vida complicada para nós mesmos e a classificação deveria ter sido selada ao menos dois jogos atrás. Tivemos as chances e não as aproveitamos, agora temos que manter nossos pés no chão, porque há ainda a possibilidade de classificar para a Copa do Mundo”.

O que mais chama a atenção é que a Itália conquistou a Euro 2020 em julho, bateu o recorde de invencibilidade com 37 partidas e parecia uma das principais equipes para a Copa 2022. Em novembro, a Azzurra não consegue a vaga direta na Copa do Mundo e vai ter que disputar uma repescagem que promete ser para lá de complicada.

“Eu continuo acreditando que somos um grande time. Este é um momento difícil, jogamos fora a classificação que tínhamos nas nossas mãos. Temos que redescobrir nossa calma para março e continuar jogando, poque hoje [segunda] estávamos contra um time da Irlanda do Norte que apenas se defendeu”, afirmou o técnico da Itália. “Será diferente em março, são jogos eliminatórios, então haverá mais oportunidades para jogar e vencer”.

A repescagem para 2022 será mais complicada do que foi em 2018, quando a Itália enfrentou a Suécia, em jogos de ida e volta, e acabou fora da Copa do Mundo da Rússia. Desta vez, há semifinal e final, ambas em jogo único, o que aumenta a chance de uma surpresa. A Itália está entre os times cabeças de chave no sorteio. “Acredito que iremos para a Copa do Mundo, já que temos dois jogos para disputar e tenho certeza que dará certo”, afirmou Mancini.

A Itália tinha diversos desfalques em Belfast, com 11 jogadores fora por lesão. Alguns nomes importantes são importantes na equipe, como Marco Verratti, Giorgio Chiellini, Ciro Immobile, Leonardo Spinazzola (este machucado desde a Eurocopa), Nicolò Zaniolo, Lorenzo Pellegrini e Davide Calabria.

“Acho que todo mundo está lidando com muitas lesões neste estágio da temporada, mas apesar disso, tivemos vitórias nas mãos contra Suíça e Irlanda do Norte. Estamos no futebol há muito tempo para negar que há momentos que isso não está apenas funcionando. Felizmente, ainda podemos nos classificar. Não há sentido em procurar por razões por que estamos nessa situação, tudo que podemos fazer é nos prepararmos para março”.

“Precisamos redescobrir o que nos caracterizou até hoje”

“Não podemos fazer nada sobre isso agora, temos esse jogo em março e daremos o nosso melhor”, afirmou Mancini em entrevista à RAI depois do jogo desta segunda. “No momento, estamos sofrendo para marcar gols, apesar de dominarmos a posse de bola e a iniciativa. A Irlanda do Norte colocou todo mundo na defesa e sofremos para vencer times como esses”.

“É uma pena, porque deveríamos ter fechado o grupo muito antes de chegar a isso. Apenas precisamos redescobrir o que nos caracterizou até hoje. Tivemos dois pênaltis perdidos em partidas decisivas, então isso mostra que tivemos chances de vencer”.

Nos dois jogos desta data Fifa, contra Suíça, Jorginho teve a chance de cobrar pênaltis e desperdiçou nos dois jogos, dentro e fora de casa. A Itália ainda lamenta também o empate contra a Bulgária, que acabou goleada impiedosamente pela Suíça.

“O jogo com a Bulgária foi o primeiro em setembro depois de apenas duas rodadas da Serie A, então esses jogos são sempre os mais difíceis, estávamos enferrujados. Ainda tínhamos chances de vencer os dois jogos contra a Suíça. Agora nos preparamos para março e iremos para a repescagem confiantes. Iremos garantir a nossa vaga na Copa do Mundo em março e, com sorte, ganharemos a Copa também”, disse Mancini, mostrando, ou tentando mostrar, muita confiança.

O sorteio da repescagem será no dia 26 de novembro em Zurique, na Suíça, que será um ponto crucial para conhecermos os caminhos de cada seleção. Os jogos da repescagem serão nos 24 e 25 de março para as semifinais e nos dias 28 e 29 de março serão realizadas as finais.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo