Eliminatórias da CopaEspanha

Espanha consegue derrotar a Grécia pelo placar mínimo, assume liderança e joga pelo empate contra a Suécia

A Espanha tomou a primeira posição do grupo e precisa apenas não perder no confronto direto do próximo domingo, em Sevilha, para se classificar à Copa do Mundo

Um gol solitário de pênalti em um jogo muito travado deu à Espanha a essencial vitória por 1 a 0 contra a Grécia, fora de casa, que permite que a campeã do mundo chegue à última rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo na liderança do Grupo B, um ponto à frente da Suécia.

A situação espanhola chegou a ficar crítica na quarta rodada quando a Suécia venceu o primeiro confronto direto, em Sölna. Mas o time de Luis Enrique se recuperou ganhando todas as suas três partidas seguintes, enquanto os suecos perderam da Grécia e da Georgia, nesta quinta-feira, como visitantes.

O Grupo B das Eliminatórias Europeias chegará à última rodada com a Espanha na liderança, com 16 pontos, precisando apenas de um empate no confronto direto contra a Suécia no La Caturja, de Sevilha, no próximo domingo, às 16h45 (Brasília).

Standings provided by SofaScore LiveScore

;

A Espanha ainda está sem nomes importantes como Pedri, Mikel Oyarzabal, Marcos Llorente e Ferrán Torres. Ansu Fati havia retornado à convocação, mas também se machucou. Sem o garoto, Luis Enrique chamou o atacante Raúl de Tomás, do Espanyol, para fazer a sua estreia pela seleção espanhola.

De Tomás, ou RDT, como dizia nas costas da sua camisa, foi titular ao lado de Álvaro Morata e Pablo Sarabia no ataque. Koke, Rodri e Xavi formaram o meio-campo, com Dani Carvajal de volta à lateral direita. José Luis Gaya foi o lateral esquerdo. A Grécia estava sem o seu principal jogador destas Eliminatórias, o meia-atacante do Trabzonspor, Anastasios Bakasetas.

 

O primeiro tempo foi de domínio completo da Espanha, com 79% de posse de bola. Permitiu apenas uma finalização da Grécia. Mas não foi fácil. Após 20 minutos de poucas ações, a Grécia chegou a escapar com Giorgios Masouras pela direita. Masouras marcou com um chute alto, mas estava impedido quando começou a arrancar, aproveitando a linha de defesa espanhola quase no meio-campo.

Logo em seguida, Iñígo Martínez lançou para Gayá na ponta esquerda. Koke dominou o centro no meio da área, mas perdeu o controle da bola. De Tomás girou e bateu de esquerda, com desvio, por cima do travessão. Na sequência, o árbitro marcou um pênalti de Giannoulis em Martínez. Sarabia cobrou cruzado e perna esquerda para abrir o placar. Antes do intervalo, Morata fez uma linda jogada individual pela esquerda, mas carimbou o ombro do goleiro Vlachodimos.

A Grécia adotou uma postura mais agressiva no segundo tempo. Subiu de 21% para 40% de posse de bola nos primeiros 20 minutos, com períodos em que conseguiu dividi-la com a Espanha, mas o equilíbrio maior acabou travando mais a partida também, com apenas uma finalização bloqueada para cada lado na primeira metade da etapa. O restante não seria muito diferente. Os goleiros não precisaram fazer defesa depois do intervalo e foi uma questão da Espanha se segurar para garantir a vitória.

Agora, com o tropeço da Suécia, está em uma situação muito mais confortável para garantir a vaga direta à Copa do Mundo. Basta empatar em casa para fugir da repescagem. Ainda corre certo risco, mas um muito menor.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo