Copa do MundoEliminatórias da Copa

Eliminatórias na Ásia: Irã se classifica para a Copa e restam poucas interrogações, com a maior briga entre Japão e Austrália pela vaga direta

Irã se confirmou no Grupo A e a Coreia do Sul só precisa de mais uma vitória; no Grupo B, a Arábia Saudita é quem está mais perto do Mundial

As Eliminatórias para a Copa do Mundo na Ásia se encaminham para uma reta final sem tantas emoções. Restando mais três rodadas, a situação está bastante definida nos dois grupos. O Irã se tornou o primeiro classificado, na liderança do Grupo A. A Coreia do Sul só perde a vaga numa hecatombe e Emirados Árabes também está com o caminho aberto em busca da repescagem. Já no Grupo B, a Arábia Saudita lidera com folga razoável. A dúvida fica para quem assumirá de vez a segunda posição, na disputa apertada entre Japão e Austrália para fugir da repescagem.

Nesta quinta-feira, todos os seis principais candidatos na AFC venceram seus jogos. Abaixo, um resumão sobre cada um dos grupos.

Grupo A: Irã na Copa e Coreia do Sul quase lá

O Irã se tornou a primeira seleção asiática classificada via Eliminatórias, ao chegar aos 19 pontos na liderança do Grupo A. Os persas receberam o Iraque no Estádio Azadi e ganharam o clássico por 1 a 0. Com isso, não deixam mais as duas primeiras colocações da chave e se confirmam no Mundial. O primeiro tempo já veria o Irã muito mais sedento pelo triunfo, com diversas chances de gol. Pararam no goleiro Fahad Talib, assim como na trave. O jogo se resolveu na volta do intervalo, aos três minutos, num contra-ataque. Mehdi Taremi foi lançado em profundidade, a zaga furou o corte e o centroavante ficou com o caminho livre para marcar. Os anfitriões ainda perderam outras boas oportunidades de construir um placar mais elástico, embora os iraquianos tenham saído mais em busca do empate na reta final. Nada que atrapalhasse a festa em Teerã.

Quem também está bem perto de se garantir na Copa do Mundo é a Coreia do Sul. Os Tigres chegaram aos 17 pontos, depois de vencerem o Líbano por 1 a 0 em Sidon, e ficam a uma vitória do Mundial. Os sul-coreanos mandaram na partida desde o primeiro tempo, mas tomaram um susto enorme quando Robert Alexander Melki mandou uma bola no travessão. O resultado seria garantido com um gol nos acréscimos da primeira etapa, em cruzamento de Hwang Ui-jo para Cho Gue-sung completar para as redes. Na segunda etapa, mesmo com a vitória parcial, os visitantes não abdicaram do ataque e seguiram com as melhores chegadas. Porém, pararam no goleiro Mostafa Matar e de novo deram sorte quando George Felix Melki mandou um foguete na trave.

O que permanece aberto no Grupo A é a disputa pela vaga na repescagem. Mas nem tanto assim, já que os Emirados Árabes Unidos venceram a Síria por 2 a 0 e abriram boa vantagem na terceira posição. O brasileiro naturalizado Caio Canedo marcou o primeiro gol, ao concluir um contra-ataque puxado por Khalil Ibrahim. No segundo tempo, Yahya Alghassani encerrou o placar também num contragolpe, servido por Caio. EAU soma nove pontos. Abaixo aparecem Líbano (cinco), Iraque (quatro) e Síria (dois), com chances mínimas de ir ao Mundial.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore

Grupo B: A briga é para fugir da repescagem

Mesmo sem a classificação antecipada, a Arábia Saudita tem uma campanha similar à do Irã e jogará pelo menos a repescagem. Os sauditas chegaram aos 19 pontos, quatro de vantagem na liderança, apesar de certas dificuldades para vencer Omã por 1 a 0 em Jeddah. O primeiro tempo teve o domínio da Arábia Saudita, mas raras chances de gol. Foi no início da segunda etapa que a vitória se desenhou, num rebote do goleiro que Firas Albirakan guardou. Na meia hora final, porém, os omanis tomaram conta do duelo e pressionaram pelo empate, sem sucesso na empreitada.

A emoção no Grupo B deve se conter à luta pela segunda posição, a fim de escapar do terceiro lugar e da repescagem. O Japão está um passo à frente, ao somar 15 pontos depois de vencer a China por 2 a 0 nesta rodada. Os Samurais Azuis foram expressamente superiores em Saitama e o placar ficou até barato. O primeiro gol saiu aos 13 minutos, num pênalti convertido por Yuya Osako. Os nipônicos seguiram bem mais agressivos e perderam algumas boas chances, até que o segundo gol viesse aos 16 da segunda etapa. Depois do cruzamento de Yuta Nakayama, Junya Ito cabeceou firme para as redes. Os chineses tiveram míseras duas finalizações na noite, com raros incômodos.

A Austrália, de qualquer forma, mostrou que está forte na briga ao golear o Vietnã por 4 a 0 em Melbourne. A goleada começou aos 30 minutos, numa cabeçada de Jamie MacLaren, e Tom Rogic ampliou com um leve toque nos acréscimos, depois de lindo passe de Mathew Leckie. Os vietnamitas poderiam ter descontado no início do segundo tempo, quando buscaram uma pressão, mas pararam numa defesa incrível de Mat Ryan. Depois do susto, um contra-ataque definido de cavadinha por Craig Goodwin e um chute da entrada da área de Riley McGree fecharam o baile dos Socceroos. Os australianos ficam com 14 pontos. Vietnã, zerado, está eliminado. Omã (sete pontos) e China (cinco pontos) possuem chances remotas.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo