Eliminatórias da Copa

Egito busca o empate contra Angola e é a quarta seleção confirmada na fase final das Eliminatórias Africanas

Nos outros grupos, a Argélia abriu vantagem, mas vai decidir na rodada final contra Burkina Faso; Marrocos, classificado, segue com 100% de aproveitamento

O Egito é a quarta seleção confirmada na fase final das Eliminatórias para a Copa do Mundo na África. Os Faraós chegaram a sofrer certa pressão da Líbia no início da campanha no Grupo F, mas logo provaram o favoritismo – enquanto os líbios não mantiveram o ritmo, com as derrotas nos confrontos diretos. Nesta sexta, um empate bastou para assegurar a passagem dos egípcios. Na visita a Luanda, a equipe dirigida por Carlos Queiroz buscou o placar num animado 2 a 2 contra Angola. Por enquanto, quatro das dez vagas na fase decisiva estão preenchidas – também com a presença de Senegal, Marrocos e Mali.

Angola teve um ótimo início de jogo em Luanda e surpreendeu, ao abrir dois gols de vantagem. Hélder Costa marcou o primeiro, aos 26 minutos, num chute cruzado. Já aos 36, M’Bala Nzola ampliou cobrando pênalti. A reação do Egito começou nos acréscimos do primeiro tempo, quando Mohamed Elneny descontou. Mohamed Salah arrancou pela direita e deu um inteligente passe com a parte de fora do pé, que habilitou o volante para o chute no alto da meta. Já aos 14 da segunda etapa, Akram Tawfik recebeu mais uma assistência de Salah e empatou com um tiro desviado na marcação. O resultado já era suficiente para confirmar os egípcios na próxima etapa do qualificatório.

Vale lembrar que, na próxima fase, dez seleções se enfrentam em cinco confrontos direitos, ida e volta, com os vencedores de cada embate se assegurando no Mundial. As partidas acontecerão em março e o sorteio será realizado ao final da atual fase de grupos.

O Egito chega aos 11 pontos no Grupo F, quatro de vantagem na liderança. A segunda posição mudou de mãos, com a vitória do Gabão por 1 a 0 sobre a Líbia. Pierre-Emerick Aubameyang marcou de pênalti o gol da vitória em Franceville. Os gaboneses chegaram aos sete pontos, um a mais que os líbios. Na última colocação, Angola aparece com quatro pontos.

Pelo Grupo A, a Argélia ainda não se classificou, mas deu um bom passo nesta sexta-feira. As Raposas do Deserto venceram Djibuti por 4 a 0 e contaram com uma ajudinha de Níger, que arrancou o empate por 1 a 1 contra Burkina Faso. Com isso, os argelinos chegam aos 13 pontos e abrem dois de vantagem sobre os burquinenses, com 11. Os atuais campeões africanos jogarão pelo empate no confronto direto da próxima terça-feira, que ocorrerá em casa, na cidade de Blida.

O duelo entre Djibuti e Argélia aconteceu no Cairo. Assim, mesmo sendo visitantes, as Raposas do Deserto encontraram o caminho aberto para o triunfo. Youcef Belaïli chegou a perder um pênalti, mas abriu o placar aos 29 minutos. Já aos 40, Saïd Benrahma ampliou num chute potente da entrada da área. E o terceiro já viria dois minutos depois, com Sofiane Feghouli aproveitando o frango do goleiro Innocent Mbonihankuye. Por fim, aos 42 do segundo tempo, Islam Slimani fechou a conta de cabeça.

O encontro entre Burkina Faso e Níger também aconteceu em campo neutro, no Marrocos. Desta maneira, os burquinenses não conseguiram aproveitar o mando. Níger começou incomodando e saiu em vantagem aos 34 minutos, num pênalti convertido por Youssouf Oumarou. Os Garanhões também empataram num penal, aos dez do segundo tempo, convertido por Issoufou Dayo. Apesar da pressão pela virada, Burkina esbarrou nas defesas providenciais do goleiro Naim van Attenhoven e no travessão. O resultado nem muda muito a situação para a última rodada, pois a Argélia já teria a vantagem do empate pelo saldo superior, mas é um golpe na confiança dos burquinenses.

Por fim, Marrocos é a única seleção que mantém os 100% de aproveitamento nas Eliminatórias Africanas. Classificados para a próxima fase, os Leões do Atlas venceram o Sudão por 3 a 0 – em jogo com mando sudanês, mas realizado em Rabat. Logo aos três minutos, Ryan Mmaee abriu o caminho para a vitória de Marrocos, num ataque rápido. Os sudaneses ainda deram trabalho e tiveram boas chances de empatar, mas o próprio Mmaee ampliou aos 16 do segundo tempo. Já nos acréscimos, Imrân Louza passou a régua no triunfo.

Marrocos chega aos 15 pontos, o triplo de Guiné-Bissau, com cinco pontos na segunda colocação. Guiné tem quatro pontos e o Sudão, dois. No outro jogo da rodada, em Conakry, Guiné e Guiné-Bissau empataram por 0 a 0. O duelo teve superioridade dos anfitriões, que criaram as melhores oportunidades, embora os lusófonos tenham desperdiçado também ótimas chances no segundo tempo.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo