Eliminatórias da Copa

Diante de um Chile que não sabia o que fazer, Soteldo decidiu e deu primeira vitória à Venezuela

A Venezuela conseguiu uma vitória importante nesta quarta rodada das Eliminatórias da Copa. Jogando em casa, a seleção Vinotinto venceu o Chile por 2 a 1, em uma partida que os dois jogaram muito pouco. Com dois gols que saíram no começo do primeiro tempo, um para cada lado, o tento que decidiu a partida veio dos pés de Yeferson Soteldo, que fez uma grande jogada para o gol de Salomón Rondón.

[foo_related_posts]

Logo aos nove minutos do primeiro tempo, a Venezuela conseguiu abrir o placar. Darwin Machís cobrou falta do lado direito para a segunda trave, Yangel Herrera tocou de cabeça para o meio e Luis Mago tocou, também de cabeça, completar para o gol: 1 a 0. Foi o primeiro gol venezuelano nestas Eliminatórias. Curiosamente, o lateral atua no futebol chileno, pela Universidad de Chile.

O empate do Chile não demoraria para vir. Seis minutos depois de sofrer o gol, em uma jogada pela direita, Mauricio Isla cruzou rasteiro para a área, a bola tocou na zaga e sobrou para Arturo Vidal, que tocou para empatar o jogo em 1 a 1. O meio-campista chegou a 16 gols em Eliminatórias, mesmo número de Alexis Sánchez, a um gol do maior artilheiro chileno na competição, Iván Zamorano.

O primeiro tempo foi horripilante. Os dois times jogaram pouquíssimo futebol. O Chile, com seus 61% de posse de bola, pouco fizeram. O gol de Vidal foi a única finalização no alvo. Nenhum dos dois times merecia mais do que já tinha conseguido.

Veio o segundo tempo e uma ligeira melhora das equipes. Bem ligeira. Isla foi participativo, a melhor opção de ataque pelos lados do campo no time chileno. O time comandado por Reinaldo Rueda parecia depender de um momento de genialidade de Alexis Sánchez, ou quem sabe de Vidal. Mas não foi o que aconteceu. Felipe Mora, o centroavante do time a partida, foi apagado. Assim como Jean Menezes.

O jogo parecia devagar, caminhando firme rumo a um insosso empate. Até que, aos 36 minutos, em um contra-ataque iniciado por Soteldo, que tinha entrado 10 minutos antes, o atacante do Santos avançou pela direita e cruzou rasteiro. Rondón apareceu como o centroavante que é e marcou o gol: 2 a 1.

O Chile passou a pressionar nos minutos seguintes, mas foi uma tentativa desesperada: balões para a área, tentativas com a bola atravessando algumas vezes a área venezuelana. O time da casa se segurou, sem conceder grandes chances ao rival. Ao final do jogo no Estádio Olímpico da UCV (Universidad Central de Venezuela), o time da casa celebrou os primeiros três pontos nas Eliminatórias, que dão ao menos um fio de esperança aos venezuelanos de chegarem ao próximo Mundial.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo