ConcacafEliminatórias da Copa

Costa Rica impõe primeira derrota ao Canadá e assume dianteira na briga por repescagem

Com o resultado, o Canadá ainda não se classificou à Copa do Mundo - mas, assim, por uma unha

O Canadá ainda não está classificado para a Copa do Mundo. Mas meio que está. Nesta sexta-feira, perdeu para a Costa Rica por 1 a 0, com um jogador a menos desde a etapa inicial, sua primeira derrota nas Eliminatórias da Concacaf, mas, para ficar fora do Catar, teria que acontecer uma combinação de resultados muito improvável. De qualquer maneira, terá mais uma chance de selar a vaga de maneira definitiva contra a Jamaica, em casa, no próximo domingo.

A matemática é a seguinte: o Canadá tem 25 pontos e 13 gols de saldo. Faltam duas rodadas. Ele pode ser ultrapassado pelo México, que tem 22 e fecha sua campanha contra Honduras e El Salvador. E pode também por Estados Unidos e Costa Rica ao mesmo tempo desde que os costarriquenhos vençam o confronto direto com os norte-americanos. E a Costa Rica ainda teria que tirar 11 gols de saldo para o Canadá. E os EUA, cinco.

Não é muito provável. O empate do Panamá contra Honduras, em jogo que terminou mais cedo, foi o que praticamente selou a classificação canadense. E também foi ótimo para a Costa Rica, que assumiu a quarta colocação, na zona de repescagem, com um ponto a mais que os panamenhos. Além dos EUA, a Costa Rica joga contra El Salvador no próximo domingo. O Panamá tem uma tabela mais difícil: norte-americanos fora de casa e depois recebe o Canadá na rodada final.

Mark-Anthony Kaye, meia do Colorado Rapids, dormirá de cabeça inchada. Ele deveria ter sido expulso logo aos 15 minutos quando deu uma dura entrada por cima Ronald Matarrita. Mesmo checando o assistente de vídeo, o árbitro deu uma colher de chá e mostrou apenas o amarelo. Mas, 20 minutos depois, outra falta gerou a segunda advertência e deixou o Canadá com um homem a menos.

No fim do primeiro tempo, Gerson Torres tabelou com Joel Campbell e cruzou na medida para o veterano Celso Borges marcar de cabeça o único gol da partida. A Costa Rica teve uma chance de ouro de ampliar pouco depois do intervalo, com Joel Campbell entrando na área ao fim de um lançamento da defesa. Mas ele se complicou na hora de finalizar e permitiu que o goleiro Milan Borjan ficasse com a bola.

A partir desse lance, a pressão foi total dos visitantes. Mesmo com um homem a menos, a seleção canadense mostrou por que vem dominando as Eliminatórias da Concacaf. As chances não faltaram. Anthony Contreras bloqueou uma com o corpo, Stephen Eustáquio perdeu grande oportunidade, e Keylor Naves defendeu uma batida rasteira de Richie Laryea. No rebote desse lance, Tajor Buchanan acertou o travessão com uma cabeçada e depois mandou o segundo rebote para a lua.

Laryea exigiu outra intervenção de Navas de fora da área, e David acertou a trave – embora tenha parecido finalizar com o braço – antes do apito final. Uma pequena decepção para o Canadá, mas não muito grande. Terá a chance de fechar uma ótima campanha com a classificação diante dos seus torcedores no próximo domingo.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo