Eliminatórias da Copa

Com direito a dois passes magníficos de Kimmich, a Alemanha cumpriu facilmente sua missão contra a Islândia

A Alemanha parece mesmo ter renovado seus ares depois da traumática goleada sofrida contra a Espanha na Liga das Nações. A Mannschaft iniciou as Eliminatórias para a Copa de 2022 com uma atuação contundente, que reafirma o clima mais leve diante do planejado adeus de Joachim Löw, cessando algumas pressões. Os alemães receberam a Islândia em Duisburg e não enfrentaram quaisquer dificuldades para derrotar um dos principais adversários do Grupo J. Com dois gols logo nos primeiros sete minutos, o Nationalelf venceu por 3 a 0, com direito a mais um show particular de Joshua Kimmich na armação.

Löw prometeu reconsiderar as convocações de Thomas Müller, Mats Hummels e Jérôme Boateng. Por enquanto, os medalhões ainda não voltaram, mas a Alemanha contou com uma escalação forte o suficiente. Manuel Neuer era o capitão. No meio, uma ótima trinca formada por Joshua Kimmich, Leon Goretzka e Ilkay Gündogan. Já na frente, um trio veloz com Leroy Sané, Serge Gnabry e Kai Havertz.

Dois minutos bastaram para que a Alemanha abrisse a vantagem. Kimmich deu um belíssimo passe por cima da zaga e achou Gnabry na área. O atacante ajeitou e Goretzka mandou para as redes. O segundo tento contaria com outro lance espetacular de Kimmich para iniciar a jogada. O meio-campista descolou uma tacada de sinuca, que atravessou as linhas islandesas e encontrou Sané com espaço no lado esquerdo da área. O ponta rolou para trás e Havertz apareceu sozinho para finalizar.

O resultado sugeria uma goleada, mas a Alemanha preferiu pegar leve na sequência. O domínio da Mannschaft era amplo, contra uma Islândia inócua, limitada a fazer seu trabalho defensivo com linhas bem ajustadas. Assim, a partida seguiu sem tantas emoções. Os islandeses só dariam o primeiro susto perto dos 30 minutos, num chute de Rúnar Sigurjónsson que Antonio Rüdiger desviou decisivamente. Bastava aos alemães controlarem a partida, com Kimmich doutrinando o campo.

Na volta ao segundo tempo, após uma chegada mais perigosa da Islândia, a Alemanha matou o jogo aos 11. Méritos de Ilkay Gündogan, em excelente momento. O meio-campista limpou o caminho ao chute e arriscou de fora da área, mandando no cantinho de Hannes Halldórsson. Os islandeses ainda tentaram o gol de honra nas saídas rápidas, por mais que a partida estivesse resolvida. Já os alemães, com seu domínio consolidado, ainda carimbaram a trave com Gnabry aos 26. No fim, Löw promoveu a estreia de Jamal Musiala, saindo do banco.

A Alemanha lidera o Grupo J, em que não tem muitas ameaças. A Romênia é uma das concorrentes e venceu a Macedônia do Norte por 3 a 2 em Bucareste. Florin Tanase e Valentin Mihaila anotaram os dois primeiros gols dos romenos, mas os macedônios empataram com Arijan Ademi e Aleksandar Trajkovski na reta final do segundo tempo. O herói foi Ianis Hagi, garantindo o triunfo a cinco minutos do fim, logo após sair do banco. Já a Armênia bateu Liechtenstein por 1 a 0 em Vaduz, graças a um gol contra.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Bloqueador de anúncios? Aí é falta desleal =/

A Trivela é um site independente, que precisa das receitas dos anúncios. Desligue o seu bloqueador para podermos continuar oferecendo conteúdo de qualidade de graça e mantendo nossas receitas. Considere também nos apoiar pelo link "Apoie" no menu superior. Muito obrigado!