Eliminatórias da CopaItália

Chiellini lamenta eliminação da Itália: “Estamos despedaçados, temos que recomeçar”

Zagueiro de 37 anos entrou no fim do jogo e comenta mais uma decepção da Itália, fora da segunda Copa do Mundo consecutiva

A Itália mais uma vez ficou fora da Copa do Mundo ao perder em casa da Macedônia do Norte por 1 a 0, na repescagem, e o zagueiro Giorgio Chiellini estava compreensivelmente muito desanimado na entrevista depois do jogo. O jogador da Juventus comentou sobre o abalo que o resultado causou, lamentou as muitas finalizações e ineficiência no ataque e se recusou a dizer que era o seu último jogo com a camisa da seleção italiana.

“É difícil de explicar, acho que novamente tivemos um bom jogo e não conseguimos marcar o gol. Acho que ninguém pode dizer que fomos presunçosos”, afirmou Chiellini à RAI Sport logo depois da partida. “Cometemos erros de setembro até agora e pagamos por eles. Estou orgulhoso dos meus companheiros e deste grupo. Claramente estamos despedaçados, temos que recomeçar”.

“Um grande vazio está agora dentro de nós e esperamos que possa nos dar força para seguir em frente no futuro. Espero que ainda seja com este treinador, que deu tanto à Azzurra”, afirmou o zagueiro. “Espero que possamos jogar a Copa do Mundo em quatro anos, infelizmente perdemos essa”.

A Itália teve uma imensa ineficiência no ataque, não apenas na partida contra a Macedônia do Norte, mas em toda a campanha depois da conquista da Eurocopa, em 2021. Ciro Immobile, mais uma vez, saiu de campo sem marcar um gol e muito criticado pela sua atuação.

“Não é como se não criássemos chances, tivemos 32 chutes a gol. Mal sofremos com riscos na defesa também. Talvez seja difícil para nós analisar a situação tão de perto, mas os rapazes deram o seu máximo e todos esperávamos um resultado diferente”, continuou o zagueiro.

Aos 37 anos, Chiellini foi perguntado se esse tinha sido seu último jogo com a camisa da Itália. “Acho que temos que jogar o próximo, depois veremos. Não é o momento para isso”.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo