Eliminatórias da Copa

30 jogadores em ascensão nas seleções que ganham boas oportunidades nesta Data Fifa

Preparamos uma lista com vários iniciantes nas seleções que buscam seu espaço rumo à Copa

Resta um ano para a Copa do Mundo e os próximos dias serão decisivos para o futebol de seleções. Várias equipes ao redor do planeta devem carimbar seus passaportes rumo ao Mundial, com jogos fundamentais concentrados especialmente na Europa e na África. E esse também é o momento para que os jogadores tentem um sprint final rumo às convocações. A maioria dos treinadores ainda se mostra aberta a testes, por mais que a base das principais equipes esteja consolidada.

Assim, antes que a Data Fifa comece, selecionamos uma lista de 30 nomes em ascensão para ficar de olho. Priorizamos jogadores com no máximo cinco partidas pelas seleções principais, sobretudo aqueles que poderão estrear nos próximos dias. Também selecionamos um atleta por país, dando ênfase aos times que seguem vivos na briga pelo menos por repescagem. Confira:

Gabriel Magalhães, do Arsenal (Divulgação/Arsenal)

Gabriel Magalhães (Brasil)

Tite não é de fazer testes em sua equipe, mas a Data Fifa terá vários atletas com poucos jogos e muito moral. Raphinha e Antony estão bem avaliados pelo treinador, mas Vinícius Júnior também chama atenção. E quem pode fazer sua estreia pela equipe nacional é Gabriel Magalhães, convocado pela primeira vez ao time principal. A chance veio apenas depois do corte de Lucas Veríssimo, mas não dá para dizer que o zagueiro de 23 anos não merece uma oportunidade. Encaixou-se rapidamente no Arsenal e, nesta temporada, é uma das razões na subida de produção do clube na Premier League.

Julián Álvarez (Argentina)

Lionel Scaloni realizou uma convocação inchada e repleta de garotos que nunca tinham sido chamados para a seleção principal. Entre as novidades há nomes bem cotados como Thiago Almada (Vélez) e Santiago Simón (River), assim como o menos conhecido Matías Soulé, da Juventus Sub-23. Mas ninguém pede mais passagem neste momento que Julián Álvarez, presente na última Data Fifa e reserva na Copa América. A fase do atacante de 21 anos é esplendorosa, com 15 gols em 16 partidas pelo Campeonato Argentino. Na última rodada, foram quatro gols contra o Patronato, liderando o River Plate rumo ao título.

Diego Valoyes (Colômbia)

A Colômbia vai para a Data Fifa com diversos desfalques e também muitos estreantes. Nada menos que sete convocados nunca entraram em campo pela seleção principal. Uma dessas novidades é Diego Valoyes, ponta de 25 anos que aparece entre os destaques da boa campanha do Talleres no Campeonato Argentino. São três gols e três assistência pela Superliga, além de muitas mostras de habilidade. Embora formado pelo La Equidad, Valoyes defende o clube de Córdoba desde 2018, mas esta é sua primeira temporada como titular absoluto.

Agustín Álvarez Martínez (Uruguai)

O Uruguai vai para a rodada das Eliminatórias sem Edinson Cavani, Maxi Gómez e Darwin Núñez. Assim, quem pode pintar no ataque com uma responsabilidade grande é Agustín Álvarez Martínez. O centroavante de 20 anos esteve nas duas últimas convocações e até marcou gol na vitória sobre a Bolívia. Desta vez, tende a ser mais exigido para repetir o excelente desempenho com o Peñarol na temporada, especialmente pelos dez gols anotados na campanha às semifinais da Copa Sul-Americana.

Vanja Milinkovic-Savic (Sérvia)

Pela primeira vez, a família Milinkovic-Savic estará reunida na seleção da Sérvia. Sergej é um dos esteios no meio-campo faz um bom tempo, mas Vanja nunca tinha sido convocado para a equipe principal do país. O goleiro ganha sua primeira chamada graças a um início de temporada muito bom com o Torino, assumindo a titularidade dos grenás neste início de Serie A. Aos 24 anos, parece capaz inclusive de disputar a titularidade com Predrag Rajkovic, do Stade de Reims.

Rafael Leão (Portugal)

A volta de João Félix acabou sendo o assunto mais comentado sobre a convocação de Portugal, mas a nova chance dada para Rafael Leão também é relevante. O atacante de 22 anos só fez sua estreia na Data Fifa passada e deu uma assistência no amistoso contra o Catar. Pode ser mais útil dentro do grupo, até considerando o início de temporada positivo que vive no Milan, titular absoluto na ponta esquerda. A lista portuguesa ainda mantém Matheus Nunes e inclui José Sá, em alta neste início no gol do Wolverhampton.

Tonali, do Milan (Foto: Marco Luzzani/Getty Images/One Football)

Sandro Tonali (Itália)

Tonali disputou suas três primeiras partidas pela seleção italiana em 2019, quando ainda estava no Brescia. Depois disso, suas chances foram raras e ele se manteve com o time sub-21. Depois de uma temporada de adaptação no Milan, o volante atravessa um ótimo início de Serie A com os rossoneri. Isso o respaldou para ser listado novamente por Roberto Mancini. Danilo Cataldi (Lazio) e Tommaso Pobega (Torino) são outras novidades no meio, ambos podendo estrear pela seleção principal.

Noah Okafor (Suíça)

A Suíça precisará se virar na rodada decisiva das Eliminatórias sem os lesionados Breel Embolo e Haris Seferovic no ataque, numa grossa lista de desfalques. Caminho aberto para que Noah Okafor surja. O atacante de 21 anos só participou das finais da Liga das Nações em 2019, desde então restrito aos times de base. Entretanto, pode ser um salvador diante das circunstâncias, até por seu sucesso no Red Bull Salzburg. São nove gols e cinco assistências pelo clube na temporada, incluindo dois tentos na Champions League.

Raúl de Tomás (Espanha)

Quando a convocação da Espanha saiu, a torcida do Espanyol reclamou da ausência de Raúl de Tomás. E o corte de Ansu Fati permitiu a inclusão do atacante. Aos 27 anos, o centroavante não é nenhum novato, mas liderou o acesso recente dos Pericos e começa a nova edição de La Liga como vice-artilheiro. Considerando as dificuldades de Luis Enrique no comando do ataque, é uma aposta mais que válida. Olho também nas voltas de Carlos Soler, ausente na convocação passada por lesão, e de Brahim Díaz.

Aurélien Tchouaméni, do Monaco (Divulgação)

Aurélien Tchouaméni (França)

Nem dá para colocar Tchouaméni exatamente como uma surpresa na lista da França. Presente nas duas últimas Datas Fifa, o meio-campista de 21 anos basicamente ajudou a arrumar o time na Liga das Nações e teve grande atuação na final. Nada mais justo que permaneça intocável nos Bleus, num momento em que sua transferência do Monaco parece só questão de tempo. Outros jovens listados recentemente por Didier Deschamps continuam, como Theo Hernández, Matteo Guendouzi e Moussa Diaby.

Dante Vanzeir (Bélgica)

Sem Romelu Lukaku nesta Data Fifa, a Bélgica recorreu a novas opções para o seu ataque. Charles De Ketelaere vem em alta pelas atuações com o Club Brugge na Champions. Ainda assim, o possível estreante é Dante Vanzeir, de 23 anos. O centroavante é um dos principais responsáveis pela enorme surpresa causada pela Union St. Gilloise no Campeonato Belga, líder na temporada em que volta à primeira divisão após 48 anos. Ex-jogador das seleções de base, o camisa 13 marcou nove gols e deu cinco assistências em 14 rodadas da liga.

Jesper Lindström (Dinamarca)

Classificada para a Copa do Mundo, a Dinamarca pode se dar ao luxo de aproveitar esta Data Fifa para testes. Um dos nomes para o futuro é Jesper Lindström, destaque no último Europeu Sub-21. O meia brilhou no Brondby campeão da temporada passada e agora conquista seu espaço no Eintracht Frankfurt. Todavia, só disputou dois jogos pela seleção principal, com apenas cinco minutos em campo. Tem qualidade técnica para virar alternativa na Copa. O ponta Mohamed Daramy, despontando no Ajax, é outro que pede passagem.

Noa Lang, da Holanda (Foto: Getty Images / One Football)

Noa Lang (Holanda)

Louis van Gaal emplacou goleadas em suas primeiras partidas com a Holanda e injetou sangue novo. Arnaut Danjuma, Teun Koopmeiners, Mark Flekken e Guus Til foram boas novidades das últimas Datas Fifa. Quem pode ajudar muito é Noa Lang. O ponta de 22 anos não estourou no Ajax, mas virou protagonista do Club Brugge. E pareceu disposto a agarrar as chances quando entrou nas últimas partidas com a Oranje, aproveitando-se sobretudo da fragilidade de Gibraltar.

Ola Solbakken (Noruega)

Para quem acompanhou as últimas partidas do Bodo/Glimt contra a Roma, Ola Solbakken foi um dos jogadores que mais chamou atenção. O ponta de 23 anos esteve infernal e marcou três gols contra os italianos. Já no Campeonato Norueguês, é um dos melhores do time rumo ao bicampeonato. Como prêmio, foi convocado pela primeira vez à seleção principal. Entretanto, serão compromissos difíceis aos nórdicos pelos desfalques, sobretudo com a contusão de Erling Braut Haaland.

Josip Stanisic (Croácia)

A última Eurocopa indicou certas dificuldades da Croácia em seu processo de renovação. Em compensação, as listas recentes injetaram energia, aproveitando alguns jogadores de bom desempenho recente. Josip Stanisic é um desses, com boas aparições pelo Bayern e logo titular na última Data Fifa, após receber a primeira convocação. O jovem de 21 anos apresenta potencial na lateral direita. Pelo lado esquerdo, ainda vale mencionar Borna Sosa, outro possível titular que se vale do bom trabalho no Stuttgart.

Smith Rowe, do Arsenal (Getty Images / OneFootball)

Emile Smith Rowe (Inglaterra)

Smith Rowe se torna mais uma alternativa para oferecer juventude à seleção inglesa. O meia do Arsenal possui ampla rodagem nas equipes de base, mas no nível principal é a primeira vez que surge como opção para Gareth Southgate. A sequência extremamente positiva na temporada contribui bastante, decidindo repetidos jogos para os Gunners, com destaque ao clássico contra o Tottenham. Aaron Ramsdale é outro que se valoriza no Arsenal, convocado anteriormente e reserva na Eurocopa, mas cotado para ganhar minutos nos próximos jogos.

Matty Cash (Polônia)

Neto de poloneses, Matty Cash chegou a se oferecer à seleção do país materno quando ainda surgia com o Nottingham Forest. A chance de estrear acontece já depois de brilhar no Aston Villa, graças a um acelerado processo de concessão do passaporte que contou até com envolvimento do presidente. Aos 24 anos, o ala parece um bom acréscimo até por seu estilo de jogo, que pode beneficiar a Polônia dentro do esquema com três zagueiros aplicado por Paulo Sousa.

Enes Sali (Romênia)

O Farul Constanta se fundiu com o Viitorul recentemente e, desta maneira, passou a desfrutar das estruturas de base desenvolvidas por Gheorghe Hagi no antigo clube. Foi através dessa ponte que o elenco ganhou um prodígio chamado Enes Sali. Nascido no Canadá, o meia passou pela base do Barcelona, mas voltou a Constanta em 2013 por causa de seus pais. Agora, com 15 anos, é uma das sensações do Campeonato Romeno. E tal precocidade já valeu a primeira convocação para a seleção principal. A atitude da federação também tenta evitar qualquer perda, já que, além da cidadania canadense, Sali possui origem turca por seus pais.

Lukas Nmecha comemora o título da Alemanha (Imago / OneFootball)

Lukas Nmecha (Alemanha)

Quem viu o último Campeonato Europeu Sub-21 sabia que a convocação de Lukas Nmecha era questão de tempo. Fundamental ao título da Alemanha, o atacante também vinha em bom momento com o Anderlecht e foi contratado pelo Wolfsburg. Apesar das oscilações do clube, o atacante de 22 anos tem feito ótimas atuações, seja como homem de referência ou ponta. A chance com Hansi Flick, assim, soa natural. Nico Schlotterbeck, David Raum, Florian Wirtz e Ridle Baku são outros campeões sub-21 na Mannschaft, garantida na Copa.

Lucas Zelarayán (Armênia)

A diáspora armênia se espalhou por diversas regiões do mundo, inclusive pela América do Sul. Graças a isso, Lucas Zelarayán se tornou um reforço recente da equipe nacional. O meia argentino foi procurado pela federação pela primeira vez em 2018 e se tornou novidade na última Data Fifa. Aos 29 anos, o camisa 10 é um acréscimo e tanto, como um jogador importante por sua passagem pelo Tigres e também como protagonista do Columbus Crew no último título da MLS.

Jeong Woo-yeong (Coreia do Sul)

O Freiburg aparece como surpresa na Bundesliga e uma das referências ofensivas da equipe é Jeong Woo-yeong. O atacante de 22 anos ganhou suas primeiras chances na temporada passada, mas é neste momento que ele se firma como titular e contribui com gols importantes. Presente num amistoso pela Coreia do Sul em março, o jovem é reconhecido pelo bom trabalho no clube e poderá estrear nas Eliminatórias. Na Alemanha, costuma atuar como um dos dois atacantes centralizados ou como ponta direita.

Kaoru Mitoma, do Japão (Foto: Getty Images / One Football)

Kaoru Mitoma (Japão)

A ausência de Mitoma é reclamada há tempos, diante do protagonismo do ponta esquerda durante o atual bicampeonato do Kawasaki Frontale. O jovem de 24 anos foi vendido no meio do ano para o Brighton, mas acabou emrestado à Union St. Gilloise. E, depois de participar das Olimpíadas, o sucesso no surpreendente líder do Campeonato Belga vale o primeiro chamado ao time principal. A convocação incluiu outros quatro nomes que participaram da campanha do Frontale, entre eles Ao Tanaka, vendido ao Fortuna Düsseldorf.

Aloísio (China)

A seleção chinesa se aproveita bastante dos jogadores estrangeiros em atividade no país, que começaram a se naturalizar nos últimos meses. A Lan e Ai Kesen são os novos nomes de Alan e Elkeson. Já na última Data Fifa, o ataque ganhou Luo Guofu, mais lembrado no Brasil como Aloísio Boi Bandido. O centroavante de 33 anos atua no Guangzhou Evergrande e fez bonito em suas primeiras aparições com a China, chegando a anotar um golaço na derrota para a Arábia Saudita pelas Eliminatórias.

Joe Scally (Estados Unidos)

A seleção americana conta com uma base muito jovem atualmente. Vários jogadores abaixo dos 20 anos acumulam partidas com o US Team, a exemplo de Ricardo Pepi, atacante de 18 anos que foi sensação na última Data Fifa. O caçula do elenco agora é Joe Scally, também de 18 anos, nascido meses depois que Pepi. O lateral direito surgiu no New York City e se transferiu ao Borussia Mönchengladbach. Após alguns meses na base, virou titular absoluto nesta temporada e ganha destaque nas alas. Merecidamente, recebe a primeira convocação.

Michail Antonio, do West Ham, comemora (Getty Images / OneFootball)

Michail Antonio (Jamaica)

A Jamaica monta uma seleção competitiva com vários jogadores que nasceram em outros países, mas possuem cidadania jamaicana. A lista de adições recentes é ampla e inclui nomes como Bobby Decordova-Reid e Kemar Roofe. Ninguém vivendo a fase de Michail Antonio, estrela do West Ham que de novo tenta uma vaga na Champions. Aos 31 anos, o atacante chegou a ser convocado pela seleção inglesa, mas seguia elegível para os Reggae Boyz. Depois de alguns entraves nas últimas convocações, pode tomar seu posto como titular.

Taiwo Awoniyi (Nigéria)

A seleção nigeriana possui boas opções no ataque, em lista encabeçada por Victor Osimhen e Kelechi Iheanacho. Ainda assim, Taiwo Awoniyi é uma ótima alternativa, por tudo o que vem jogando no Union Berlim. O início da temporada do centroavante de 24 anos é muito bom, com 12 gols em 19 partidas. Naturalmente merecia ser observado pelas Super Águias, embora só tenha sido utilizado por 45 minutos durante a última Data Fifa. Frank Onyeka, despontando no Brentford, é outro que surge bem para o meio-campo.

Hamed Traoré (Costa do Marfim)

Hamed Traoré teve um início de carreira conturbado, inclusive por falsificação de documentos, mas não é de hoje que surge como um bom valor no Sassuolo. O meio-campista de 21 anos está em sua terceira temporada no Sassuolo, quase sempre como titular, e indica um potencial inegável. Vira uma esperança ao futuro da Costa do Marfim, depois de ter participado das duas últimas Datas Fifa. O elenco dos Elefantes, aliás, tem adicionado diversas novas peças nos últimos meses – com o exemplo maior de Sébastien Haller, já decisivo nas Eliminatórias.

Kamaldeen Sulemana, do Rennes

Kamaldeen Sulemana (Gana)

A seleção da Gana parou no tempo e encontrou dificuldades em seu processo de renovação. Há estrelas pontuais no elenco, mas também gente que pode tomar espaço em breve. Destes, o mais cotado é Kamaldeen Sulemana. O ponta esquerda vinha em alta com o Nordsjaelland e começou arrebentando no Rennes após ser contratado nessa temporada, unindo habilidade e poder de decisão. Tem só 19 anos, mas já vira titular da seleção. Outra opção recente é Daniel-Kofi Kyereh, meia de destaque pelo St. Pauli na segundona alemã.

Bamba Dieng (Senegal)

Senegal possui atualmente um dos melhores elencos entre as seleções africanas, se não for o melhor. Há ótimas opções em todos os setores e o cenário animador conta com alguns jogadores surgindo. Uma surpresa recente é Bamba Dieng, atacante de 21 anos que virou titular do Olympique de Marseille em alguns jogos, como centroavante ou ponta esquerda. O garoto ainda oscila, mas já merece se aclimatar na seleção principal e ganhou as primeiras oportunidades na última Data Fifa.

Ryan Mmaee (Marrocos)

A seleção de Marrocos também possui um leque grande de alternativas em seu elenco e o ataque ganhou muitas opções nos últimos meses. Ryan Mmaee é um deles, em ótima fase com o Ferencváros. O atacante de 24 anos nasceu na Bélgica, filho de pai camaronês e mãe marroquina, optando pelos Leões do Atlas. Sua carreira deu um salto no AEL Limassol, até virar destaque na Hungria neste início de temporada, com gols importantes também nas copas europeias. Foi titular nas duas últimas Datas Fifa.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo