Copa do Mundo

Quem é quem: Inglaterra

GOLEIROS

1 – Joe Hart

27 anos, Manchester City

Joe Hart passou por maus bocados no começo da temporada. Uma série de falhas pelo Manchester City colocou a sua posição de titular em dúvida, mas quem assumiria a camisa 1 da seleção inglesa? Bom de reflexos, é goleiro mais talentoso da sua geração e titular desde o final da última Copa do Mundo.

13 – Ben Foster

31 anos, West Brom

Foster nunca conseguiu convencer o técnico da Inglaterra que merecia ser titular. Ficou na lista de espera da Copa do Mundo de 2006 e, quatro anos depois, Fabio Capello preferiu dar experiência a Joe Hart, que ficou com a vaga de terceiro goleiro. Em 2011, cansou da brincadeira e se aposentou da seleção inglesa. Voltou dois anos depois e finalmente foi convocado para um Mundial.

22 – Fraser Forster

26 anos, Celtic (ESC)

Tem mais de dois metros de altura e se destacou pelo Celtic com boas atuações, inclusive na Liga dos Campeões. No Campeonato Escocês, detém o recorde de 1,256 minutos sem sofrer gols. Estreou em amistoso contra o Chile e só jogou mais uma vez. Único atleta do elenco que não trabalha na Inglaterra.

DEFENSORES

2 – Glen Johnson

29 anos, Liverpool

Está desde sempre na seleção inglesa. Estreou em 2003, com apenas 19 anos. Começou no West Ham, foi bicampeão inglês pelo Chelsea, mas geralmente como reserva, e conseguiu se firmar no Portsmouth, pelo qual conquistou a Copa da Inglaterra de 2008. No ano seguinte, acertou com o Liverpool e tomou conta da posição. Gosta de apoiar e driblar para dentro em velocidade.

3 – Leighton Baines

29 anos, Everton

A era Ashley Cole chegou ao fim na seleção inglesa por causa de um desejo de renovação do técnico Roy Hodgson e também pela confiança que Leighton Baines inspira. Não é virtuoso como o jogador do Chelsea, nem vai tantas vezes ao ataque, mas é muito sólido. Revezou com Cole nos últimos anos, mas, a princípio, será titular na Copa do Mundo.

5 – Gary Cahill

28 anos, Chelsea

Gary Cahill ainda é visto como um zagueiro grosso porque realmente não tem muita técnica, provavelmente não passa das 20 embaixadinhas, mas o zagueiro poucas vezes passa por ele também. É firme, muito forte e bom pelo alto. Fez uma temporada excepcional pelo Chelsea, à frente de David Luiz na lista de escolhas de José Mourinho para a defesa. Campeão europeu pelo clube de Londres em 2012.

6 –Phil Jagielka

31 anos, Everton

Sem Rio Ferdinand e John Terry, aposentados, caiu nas costas de Jagielka a missão de defender a seleção inglesa, e ele não costuma fugir da responsabilidade. Em 2013, assumiu a braçadeira de capitão do Everton, clube pelo qual atua desde 2007. Estava na lista de espera da Eurocopa de 2012 e foi chamado depois do corte Gareth Barry, mas não chegou a entrar em campo. Titular no Brasil, desta vez será diferente.

12 – Chris Smalling

24 anos, Manchester United

Smalling tem qualidade para ser zagueiro titular da Inglaterra e do Manchester United, mas ainda precisa evoluir. Falta consistência no futebol do jovem jogador, bom pelo alto, que também atua pela lateral direita, se for necessário. Um bom reserva.

16 – Phil Jones

22 anos, Manchester United

Outro zagueiro versátil da Inglaterra, ainda mais que Smalling porque joga no centro da defesa, na lateral direita e como volante. Chamou a atenção dos clubes grandes do país ao se destacar pelo Blackburn e foi contratado pelo Manchester United. Ganhou muitas chances com a lesão de Nemanja Vidic e foi titular 26 vezes na última temporada do Campeonato Inglês.

23 – Luke Shaw

18 anos, Southampton

Entre a experiência de Ashley Cole e a juventude de Luke Shaw, Hodgson preferiu a segunda. Não é todo jogador de 18 anos que barra uma lenda da seleção inglesa, e Shaw conseguiu com uma temporada impressionante pelo Southampton, um confortável oitavo colocado da Premier League. Chamou a atenção de grandes clubes, como o Manchester United, e dificilmente defende o mesmo time depois da Copa do Mundo, a qual deve assistir do banco de reservas.

MEIO-CAMPISTAS

4 – Steven Gerrard

34 anos, Liverpool

Assumiu a braçadeira de capitão depois que John Terry foi deposto do cargo, em 2012, por causa de um episódio de racismo no ano anterior. Na época, brigando com o próprio corpo, a liderança de Gerrard parecia mais moral que técnica, mas hoje em dia é o jogador inglês em melhor fase. Foi recuado por Brendan Rodgers e passou a armar a equipe desde o campo de defesa. Acabou o último Campeonato Inglês com o maior número de assistências. Tem um chute potente de fora da área – que já foi mais afiado –, passe apurado e cobra pênaltis muito bem.

07 – Jack Wilshere

22 anos, Arsenal

Wilshere tem dois problemas: machuca-se demais e, aos 22 anos, precisa lidar com as altas expectativas da torcida inglesa para ele. Técnico e talentoso demais, carrega muito bem a bola, costumava jogar pelos lados do campo, mas foi pouco a pouco se firmando pelo centro. Sofreu uma séria lesão em 2011 e passou mais de um ano sem jogar. Está de volta, mas ainda tem alguns probleminhas físicos.

8 – Frank Lampard

35 anos, Chelsea

Lampard é o sétimo jogador que mais vezes defendeu a seleção inglesa, mas vem perdendo um pouco de espaço. Nem sempre é titular porque Jordan Henderson cresceu muito de produção no Liverpool, Hodgson vê vantagens em aproveitar seu entrosamento com Gerrard e Lampard também não anda comendo a bola, embora mantenha a visão de jogo, os chutes de longa distância e a chegada à área adversária, suas principais características. Depois 13 anos, anunciou que vai deixar o Chelsea na próxima temporada.

14 – Jordan Henderson

23 anos, Liverpool

Henderson é uma promessa que já entrega bastante. Contratado por € 18,5 milhões de libras do Sunderland, as expectativas eram muito grandes quando chegou ao Liverpool e o jovem, rejeitado por Alex Ferguson pelo jeito de correr, demorou para se firmar. Hoje em dia, é titular absoluto do seu clube e deve ser na seleção também. Tem aquele estilo que os ingleses adoram, correndo de uma área à outra.

15 – Alex Oxlade-Chamberlain

20 anos, Arsenal

Chamberlain é mais um produto das categorias de base do Southampton. Forte, pode jogar pela direita e pelo centro do meio-campo. Perdeu a maior parte da última temporada com uma lesão no joelho. Machucou-se novamente no joelho na preparação para a Copa do Mundo e vai certamente perder a estreia. Ainda não explodiu, mas tem talento e é muito jovem.

17 – James Milner

28 anos, Manchester City

Ninguém presta muita atenção em Milner, mas ele está sempre lá: ganhando títulos pelo Manchester City e na sua terceira grande competição pela seleção inglesa, depois da Copa do Mundo de 2010 e da Eurocopa de 2012. Muito porque é útil e pode atuar de volante, pelos lados do campo ou pelo centro.

20 – Adam Lallana

26 anos, Southampton

Lallana cresceu no Southampton e participou da arrancada do time da terceira à primeira divisão, mas demorou a ser notado por Roy Hodgson. Estreou pela seleção em 2013 e briga para ser titular na Copa do Mundo. Chamou a atenção de grandes clubes pela boa temporada no último Campeonato Inglês.

21 – Ross Barkley

20 anos, Everton

Muito talentoso. Tem apenas 20 anos, mas domina o meio-campo do Everton como se estivesse jogando bola há muito mais tempo. É forte, tem habilidade e faz seus gols de fora da área. Também foi chamado pela primeira vez em 2013 depois de passagens pelas seleções de base.

ATACANTES

9 – Daniel Sturridge

24 anos, Liverpool

Sturridge parece outro jogador desde acertou com o Liverpool.  Brendan Rodgers conheceu-o quando foi assistente de José Mourinho no Chelsea e apostou no futebol do jogador, que parecia estar desaparecendo. Transformou-o em centroavante e ganhou uma máquina de gols: fez 36 em 49 partidas no clube vermelho. É rápido, bom com a bola nos pés e marca até uns golzinhos de cabeça.

10 – Wayne Rooney

28 anos, Manchester United

Rooney tem mais talento do que qualquer outro inglês, seja mais próximo do gol adversário, ou recuado como armador, mas seu futebol foi decaindo paralelamente aos problemas do Manchester United. É uma incógnita para a Copa do Mundo: pode ser o craque do time – até da competição -, assim como pode ser uma completa decepção.

11 – Danny Welbeck

23 anos, Manchester United

Rápido e goleador, Welbeck é um bom coadjuvante nesta seleção inglesa. Foi titular na reta final das Eliminatórias Europeias e em amistosos recentes, geralmente atuando pela ponta esquerda. Pode jogar no outro lado também. Estreou em 2011 na seleção e disputou a Eurocopa no ano seguinte, quando marcou de calcanhar na vitória por 3 a 2 contra a Suécia.

18 – Rickie Lambert

32 anos, Southampton

Se a Inglaterra precisar de um centroavante mais tradicional, recorrerá a Rickie Lambert, o jogador que marcou nas quatro principais divisões da Inglaterra antes de ser convocado por Roy Hodgson, no meio do ano passado. Já tem três gols em seis partidas e a boa temporada pelo Southampton rendeu uma transferência para o Liverpool, seu clube de infância.

19 – Raheem Sterling

19 anos, Liverpool

Ninguém bate Sterling na corrida. Quando chega ao fim da arrancada ainda com a bola nos pés, é um perigoso ponta que evoluiu demais desde o começo do ano. Foi uma das revelações do Campeonato Inglês, fazendo gols importantes para o Liverpool, especialmente na vitória por 3 a 2 sobre o Manchester City, em Anfield. Não tem exatamente o costume de ser titular da seleção inglesa, mas foi testado desde o começo em alguns amistosos. Estreou na seleção com apenas 17 anos.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo