Brasil

Santa Cruz tomou grande atitude com catadores no projeto Jogo Limpo

Os clubes de futebol possuem uma grande responsabilidade. Primeiro, pelo que representam para tantas pessoas. Segundo, porque a maioria dos clubes brasileiros são, de fato, clubes associativos e fazem parte de uma comunidade. O Santa Cruz tomou uma grande atitude, que poderá ser vista neste domingo, no jogo contra o Internacional, pelo Campeonato Brasileiro, lá no estádio Arruda: uma ação pelos catadores de materiais recicláveis.

LEIA TAMBÉM: Assista ao trailer de “Miller & Fried”, filme que conta a origem do futebol brasileiro

Um grupo de catadores, moradores do Conjunto Habitacional Beira Rio, ficará responsável por recolher garrafas plásticas e latas de alumínio descartados dentro do estádio. O recolhimento acontecerá no intervalo e também no fim dos jogos. Todo o lucro será revertido para eles mesmos.

Segundo informado pelo clube, o trabalho já vinha sendo realizado de forma experimental desde abril. Agora, passará a ser um programa do clube efetivamente. “Em apenas uma partida, teve gente que conseguiu lucrar um valor que só conseguiria trabalhando dois dias nas ruas da cidade”, explica Alexandre Carvalho, diretor de segurança e operações do Santa Cruz.

Sandra Rosália, uma das catadores, diz que prefere trabalhar nos dias de jogos do Santa exatamente por ganhar mais. “Com o que estou ganhando nas partidas, não preciso nem mais recolher coisa na rua. Está sendo uma ajuda muito grande. Em um jogo só já tenho dinheiro para pagar uma conta de casa”, disse a catadora ao site do clube pernambucano. Rodrigo da Silva também comemora a oportunidade. “É fácil e tranquilo de trabalhar. O pessoal dos bares já conhece a gente e até ajuda a juntar as latas e garrafas”, conta.  “No meu caso, deixo a renda para minha mãe e meu pai. O bom é que ainda dá pra ver o jogo. Sou tricolor desde pequeno”, confessa.

O clube ainda diz que a iniciativa diminui o custo do clube com limpeza, usando os serviços de uma empresa terceirizada em apenas um dia, não mais em quatro. Duas instituições fazem parte do projeto. A primeira é a Diagonal Empreendimento e Gestão de Negócios, que fez a seleção dos catadores, de acordo com o acompanhamento social dos moradores do conjunto habitacional. A outra é a Prefeitura de Recife, através da Secretaria de Saneamento, que forneceu uniformes e equipamentos para os catadores.

A situação do Santa Cruz no Campeonato Brasileiro não é boa. O time é só o 19º colocado na tabela. Em campo, o time terá que lutar muito para melhorar a sua posição. Fora dele, o time vai muito bem com uma ação que merece todos os elogios.

TRIVELA FC: Conheça nosso programa de relacionamento, ganhe vantagens e marque um gol pelo jornalismo independente!

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo