Brasil

Onde Robinho pode cumprir sua pena após decisão do STJ?

Como a ordem de prisão deve ser realizada pela Justiça Federal em Santos, Robinho pode ser encaminhado para presídios na Baixada Santista

Com a decisão do Superior Tribunal de Justiça de homologar a sentença de prisão de Robinho a pedido da justiça italiana, o ex-jogador, após a emissão do mandado de prisão, pode cumprir a pena em solo brasileiro.

Ainda não existe uma definição de onde Robinho será preso, mas a ordem de prisão deve ser realizada pela Justiça Federal em Santos, onde o ex-atacante mora, então o mais provável é que ele cumpra a pena em um dos presídios da Baixada Santista.

Onde Robinho pode ser preso em Santos

Robinho pode começar a cumprir os nove anos de cadeia nas unidades carcerárias da Baixada Santista. Uma delas está localizada no 5º Distrito Policial de Santos, situada na Zona Noroeste da Cidade.

Segundo apuração da Trivela, a cadeia do 5º DP tem capacidade apenas para 24 presos e por conta de uma determinação judicial definitiva não pode ter nenhum detento a mais no local. Essa é a única cadeia do Município e foi lá, por exemplo, que Edinho, filho do Rei Pelé, permaneceu preso, em 2005, por lavagem de dinheiro e tráfico de drogas.

De acordo com uma fonte ouvida pelo site, em dias normais, um 25º preso na cidade é encaminhado diretamente para o presídio no Guarujá. Quando acontecem prisões em flagrante, a polícia de Santos precisa ligar para a cadeia do 5º DP para confirmar se há espaço.

Onde Robinho pode ser preso na Baixada Santista

Caso a unidade em Santos esteja com a sua capacidade máxima preenchida, Robinho deve ser encaminhado diretamente para a Penitenciária 1 de São Vicente, que é onde fica a carceragem da Polícia Federal na Baixada Santista e tem capacidade para uma maior população carcerária.

Dados da Secretaria de Administração Penitenciária de São Paulo mostram que a Penitenciária 1 de São Vicente, “Dr. Geraldo de Andrade Vieira”, se encontra em estado de superlotação. O presídio tem capacidade para receber 922 presos, mas hoje tem população carcerária de 1283 pessoas. A ala de progressão de penas também se encontra no mesmo estado, com 269 presos em uma área com capacidade para atender 209 detentos.

O que pensa a defesa de Robinho?

Em entrevista ao ge, o advogado de Robinho, José Eduardo Rangel de Alckmin, explicou o plano que adotará:

  • Embargo de declaração no STJ, contestando pontos do acórdão;
  • Recurso extraordinário no STF;
  • Habeas corpus no STF para que Robinho acompanhe os recursos em liberdade.

Entenda o caso

O crime pelo qual Robinho foi condenado, foi cometido em uma boate em Milão, em 2013, contra uma mulher albanesa. Na ocasião, o ex-jogador estava acompanhado dos amigos Rudney Gomes, Clayton Santos, Alexsandro da Silva, Fabio Galan e Ricardo Falcon, este último também condenado a prisão.

O restante do grupo também foi denunciado, mas não chegou a ser julgado pelas leis italianas porque deixou o país europeu durante as investigações e não foi notificado para a audiência preliminar, que aconteceu em março de 2016.

Apesar disso, a defesa da vítima ainda tem planos de mudar esse cenário e buscar a condenação de todos os envolvidos.

Conforme as investigações, o estupro coletivo ocorreu em um dos camarins da boate Sio Café, onde um dos amigos de Robinho fazia show com a sua banda de pagode.

Como parte das investigações do caso, a justiça italiana instalou um gravador no carro do ex-jogador e por meio deste recurso foi possível captar diversas conversas de Robinho com amigos e a mulher. Em alguns trechos o ex-atacante confessa a participação no crime, e isso contribuiu para a sua condenação.

Foto de Bruno Lima

Bruno Lima

Bruno Lima nasceu em Santos (SP) e se formou em Jornalismo na Universidade Católica de Santos (UniSantos) em 2010. Antes de escrever para Trivela, passou por A Tribuna.
Foto de Matheus Rocha

Matheus Rocha

Matheus Rocha é natural de Uberlândia (MG), onde se formou em Jornalismo no Centro Universitário do Triângulo (Unitri) em 2014. Começou a carreira no jornalismo escrevendo colunas na Trivela antes de passar por ExtraTime e Yahoo, participando da cobertura de três Copas do Mundo e cinco Olimpíadas.
Botão Voltar ao topo