Brasil

Sempre na parte de cima da tabela, Grêmio teve um vice-campeonato brasileiro para ser celebrado

Em ano de retorno da Série B, Grêmio se manteve na parte de cima da tabela de classificação do Campeonato Brasileiro, e chegou a um vice-campeonato que mereceu ser valorizado

No ano em que voltava da Série B, o Grêmio conseguiu uma expressiva campanha no Campeonato Brasileiro de 2023. Praticamente sempre na parte de cima da tabela de classificação, o Tricolor Gaúcho chegou a um vice-campeonato que foi, com justiça, valorizado e celebrado.

Grêmio começou oscilante o Campeonato Brasileiro, o que fez Renato implementar esquema com três zagueiros

O Grêmio começou o campeonato oscilante, com desempenho não muito convincente e troca de pontos. Nos seis primeiros jogos, obteve duas vitórias, dois empates e duas derrotas, incluindo uma goleada por 4 a 1 para o Palmeiras, sem Suárez.

A situação melhorou a partir do clássico Gre-Nal, na 7ª rodada, em que Renato implementou esquema tática com três zagueiros, no 3-4-2-1. A vitória por 3 a 1, aberta com um golaço de Suárez, foi a primeira de três consecutivas. A sequência foi quebrada para o Flamengo, em um 3 a 0 que não diz o que foi o jogo no Maracanã.

Já primeiro turno, Grêmio teve chance de encostar no líder Botafogo, mas desperdiçou

Mas o Grêmio voltou a emendar três vitórias consecutivas, chegando a seis em sete jogos, o que gerou grande expectativa para o duelo contra o Botafogo. Àquela altura, o Alvinegro Carioca, líder, estava sete pontos à frente do Tricolor Gaúcho, que poderia entrar na briga pelo título em caso de vitória. Assim como aconteceu contra o Flamengo, o time de Renato foi superior e criou várias chances de marcar, mas as desperdiçou e foi punido, perdendo por 2 a 0 em plena Arena do Grêmio.

O resultado esfriou o Grêmio, que passou a focar na Copa do Brasil, em que estava nas quartas de final — chegou até a semi, em que foi eliminado para o Flamengo. Somado a isso, a polêmica envolvendo uma possível aposentadoria ou saída de Suárez influenciou negativamente.

Grêmio teve desempenho discrepante dentro e fora de casa

O Grêmio perdeu pontos preciosos, fora de casa, para times que brigavam contra o rebaixamento. Empatou com o Goiás, e foi derrotado para Vasco e Santos — esta última com gol bizarro, em que Ferreira desistiu do lance, permitindo o contra-ataque ao Peixe. O Tricolor Gaúcho ficou quase quatro meses sem vencer como visitante no Campeonato Brasileiro.

Nessa sequência, esteve o maluco e polêmico empate em 4 a 4 com o Corinthians, na NeoQuímica Arena, em partida adiada da 15ª rodada. Nos acréscimos do segundo tempo, a arbitragem, comandada por Wilton Pereira Sampaio, e com Emerson de Almeida Ferreira no VAR, não marcou pênalti em claro toque de mão de Yuri Alberto, após cruzamento de Ferreira.

Por outro lado, o Grêmio conseguia se impor dentro de casa. Mesmo quando não jogava tão bem, e também contra adversários fortes, como foi o caso do Palmeiras, que o Tricolor Gaúcho superou, por 1 a 0, com gol de João Pedro.

Grêmio também teve desequilíbrio entre ataque e defesa

Outro desequilíbrio escancarado do Grêmio era entre defesa e ataque. Renato alternava esquemas constantemente, mas em todos eles o Tricolor Gaúcho era muito vazado. Isso ficou escancarado na pior sequência na competição, em que perdeu consecutivamente para Inter, Athletico-PR e São Paulo, sofrendo oito gols nos três jogos.

Com o agravante de não ter concedido entrevista coletiva após a derrota por 3 a 2 no Gre-Nal, indo direto para o Rio de Janeiro, Renato passou a ter o trabalho contestado. Mas o treinador contou com um ataque muito efetivo, especialmente através de Suárez, para conseguir se recuperar na reta final da competição.

Suárez tem reta final memorável, e Grêmio termina vice-campeão

Após a derrota para o São Paulo, o Grêmio engatou cinco vitórias consecutivas. A última delas, por 4 a 3, sobre o Botafogo, com hat-trick de Suárez. O triunfo em São Januário colocou o Tricolor Gaúcho na briga pelo título, mas a expectativa da torcida gremista foi frustrada pela derrota por 1 a 0 para o Corinthians, na Arena lotada.

Com mais uma derrota, por 3 a 0, para o América-MG, coube ao Grêmio garantir classificação direta à Libertadores nos últimos três jogos. E conseguiu, com direito a mais duas grandes atuações de Suárez em seus jogos de despedida — da Arena e da torcida, contra o Vasco, e do clube, contra o Fluminense. O vice-campeonato, a dois pontos do campeão Palmeiras, ficou de ótimo tamanho e foi comemorado por jogadores, diretoria, comissão técnica e funcionários.

Foto de Nícolas Wagner

Nícolas Wagner

Gaúcho, formado em jornalismo pela PUC-RS e especializado em análise de desempenho e mercado pelo Futebol Interativo. Antes da Trivela, passou pela Rádio Grenal e pela RDC TV. Também é coordenador de conteúdo da Rádio Índio Capilé.
Botão Voltar ao topo