Brasil

Recusa de oferta milionária por Júnior Santos mostra ambição do Botafogo para 2024

Botafogo recusou uma oferta de quase R$ 28 milhões do Cruzeiro pelo atacante Júnior Santos, grande destaque do time na temporada

O Botafogo deu mais um sinal de foco nos objetivos esportivos da temporada e um recado para o mercado do futebol. O clube carioca recusou uma oferta milionária do Cruzeiro pelo atacante Júnior Santos, principal destaque do time na temporada e artilheiro da Copa Libertadores. A informação foi dada inicialmente pelo jornalista Samuel Venâncio.

O Cruzeiro ofereceu 5 milhões de euros (quase R$ 28 milhões, na cotação atual) pelo atacante Júnior Santos, mas o Botafogo recusou prontamente a oferta do clube mineiro. O Glorioso trata o atacante como um jogador essencial para o time. Neste momento, é inegociável.

Depois de uma passagem por empréstimo no segundo semestre de 2022, Júnior Santos foi comprado pelo Botafogo no começo de 2023. O clube carioca pagou US$ 200 mil (R$ 1 milhão, na cotação da época) ao Fortaleza pela contratação em definitivo do jogador de 29 anos.

Agora valorizado, Júnior Santos já havia atraído o interesse de outros clubes brasileiros, como o Grêmio, no começo da temporada. Naquele momento, após terminar 2023 como um dos poucos jogadores que a torcida não enxergava como culpado pelo fracasso no Campeonato Brasileiro, o atacante já era bem avaliado no clube.

Júnior Santos é o protagonista do Botafogo

Júnior Santos vive a melhor fase da carreira, sendo o grande destaque do Botafogo na temporada. Até o momento, ele já marcou 16 gols e deu quatro assistências em 29 partidas. Além disso, é o artilheiro da Copa Libertadores, com nove gols marcados. Assumindo o protagonismo da equipe, ele foi o grande responsável por colocar o Botafogo na fase de grupos da competição, marcando gols contra o Aurora, da Bolívia, e o Red Bull Bragantino nas fases prévias da competição.

Além disso, na última quarta-feira (22), ainda marcou um dos gols sobre o Vitória, que valeram a classificação para as oitavas de final da Copa do Brasil, mesma fase na qual o clube já garantiu vaga também na Libertadores.

Após as lesões de Tiquinho Soares e Matheus Nascimento, e a venda de Janderson, que deixaram o Botafogo sem centroavante no elenco, a importância de Júnior Santos ficou ainda maior. O camisa 11 tem sido a principal opção para os momentos em que o time de Artur Jorge precisa de um jogador mais próximo da área. E Júnior Santos tem exercido bem a função, quando necessário.

Botafogo mostra ambição e foco no campo

Já com dois mata-matas programados para o segundo semestre, pela Copa Libertadores e Copa do Brasil, além de estar no G-4 do Campeonato Brasileiro, a manutenção de Júnior Santos é um importante sinal da ambição do Botafogo para a sequência da temporada – que já havia sido dado nos mais de R$ 150 milhões investidos na primeira janela de transferências da temporada. Além disso, mostra que o futebol está acima das questões financeiras para o clube comandado por Jhon Textor.

Recentemente, na janela nacional de abril, o Botafogo já havia feito movimento parecido com a manutenção de Marlon Freitas, que interessava ao Vasco. Apesar de ter terminado 2023 em baixa, o volante teve um bom começo de temporada e tem sido importante para o time.

Foto de Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues é jornalista formado pela UFF e soma passagens como repórter e editor de Lance!, Esporte News Mundo e Jogada10.
Botão Voltar ao topo