Brasil

Por carta: Andrés Sanchez pede demissão da CBF

Depois da queda de Mano Menezes, ocorrida na última sexta-feira, a expectativa geral era pela saída de Andrés Sanchez do cargo de diretor de seleções CBF. E ele oficializou o pedido de demissão por carta, nesta quarta-feira.

“Pensei em ficar até sábado, mas não consigo falar com o presidente. Então, resolvi entregar minha carta de demissão hoje. Deixei aqui na CBF às 10h da manhã, na mão do Julio [funcionário da CBF]. Só estou tirando minhas coisas daqui e mudando pra São Paulo. Estou fora de tudo”,disse Andrés, que pretendia ficar até o sorteio dos grupos da Copa das Confederações, no sábado.

Andrés, 49 anos, ocupava o cargo de diretor de seleções da CBF desde o início do ano. Seu provável destino é a Secretaria Municipal de Esportes de São Paulo, e um convite oficial deverá ser feito pelo PT nos próximos dias.

O cargo de diretor de seleções foi extinto, e foi anunciada pela CBF a criação do cargo de coordenador técnico, que deverá ser ocupado por Carlos Alberto Parreira.

A entidade afirmou também que o anúncio do novo técnico da seleção brasileira deverá ser feito nesta quinta-feira. Luis Felipe Scolari é o nome mais cotado para o cargo.

Mostrar mais

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo