Brasil

Palmeiras vacila, leva gol no fim, empata com Santo André e estraga boas noites de Flaco e Caio Paulista

Clube alviverde ia vencendo mesmo com time reserva, mas se desligou nos minutos finais

Faltavam dois minutos para o fim do tempo regulamentar na segunda etapa quando Lohan subiu sozinho, no segundo pau, para empatar um jogo que estava nas mãos do Palmeiras. O 1 a 1 com o Santo André, além de tirar dois pontos do time de Abel Ferreira, estraga uma noite que vinha sendo excelente para Flaco López.

Talvez para poupar algumas peças para o Dérbi contra o Corinthians, no domingo (18), o Palmeiras teve um time misto contra o Santo André, no ABC. E vinha sendo suficiente para o Alviverde bater o time da casa, lanterna do torneio, e seguir com a melhor campanha do Campeonato Paulista.

O gol, que vinha sendo o da vitória, saiu aos 2 minutos do 2º tempo, com um jogador que vai dando alento para um time que vai ficar orfão de seu centroavante Endrick em poucos meses. Flaco López chegou ao seu quarto gol no ano e empatou com Raphael Veiga na ponta da artilharia alviverde de 2024.

Com o resultado, o Verdão chega a 14 pontos – dois a menos que o Santos, mas com um jogo a menos que a equipe litorânea.

Embora tenha brilhado, Flaco não foi o único alviverde a se destacar no jogo. Atuando mais à frente, Zé Rafael também fez mais um grande jogo.

Outra boa notícia para o palmeirense foi a boa apresentação de Caio Paulista pela ponta-esquerda. O novato fez sua melhor partida desde a chegada ao clube e vai aumentando o leque de opções confiáveis do técnico Abel Ferreira.

Mas tudo isso fica em segundo plano com a desatenção que custou ao vitória a um time que vinha fazendo uma boa apresentação.

Flaco já vinha bem na 1ª etapa

Embora só tenha balançado a rede na segunda etapa, Flaco já vinha bem no 1º tempo. Posicionado mais à frente mesmo, e não como um segundo atacante, o argentino foi o jogador mais perigoso do Verdão.

No começo do jogo, é verdade, o Palmeiras estava um pouco desorganizado, e viu o Santo André criar os dois primeiros lances de perigo – uma delas com Léo Passos, jogador revelado pelo Palmeiras.

Aos 23, por exemplo, o argentino subiu muito alto e quase abriu o placar de cabeça. Minutos antes, só não abriu o placar porque o cruzamento de Caio Paulista veio um pouco atrás.

Sem o poupado Raphael Veiga, quem armou o jogo para o Verdão foi Zé Rafael. O camisa 8 tinha o auxílio de Ríchard Ríos, enquanto Fabinho fazia o trabalho sujo da marcação.

Abertura rápida, mas muitas mudanças, desconfiguraram o time

Zé Rafael nem precisou encostar na bola para fazer ótima jogada no lance do gol do Palmeiras. O corta-luz foi perfeito e encontrou Caio Paulista espetado na esquerda.

Caio avançou e, mais uma vez, cruzou forte, dando praticammente um chute, que Flaco desviou e colocou no fundo do gol.

O 1 a 0 trouxe segurança para o Verdão, que foi chegando com perigo. Flaco poderia ter feito mais dois ou três, se o goleiro Luiz Daniel não tivesse feito boas intervenções.

Com o que parecia ser um resultado garantido, Abel foi mexendo no time e, desse modo, o Alviverde perdeu completamente a organização. Mesmo assim, parecia mais do que suficiente para garantir o resultado.

Só que, já aos 42, o time da casa só não empatou porque Weverton fez uma defesa espetacular em cabeçada de Enzo. No escanteio que veio desse lance, Lohan cabeceou sozinho e garantiu um ponto para o Ramalhão, que segue brigando contra o rebaixamento.

Foto de Diego Iwata Lima

Diego Iwata Lima

Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero, cursou também psicologia, além de extensões em cinema, economia e marketing. Iniciou sua carreira na Gazeta Mercantil, em 2000, depois passou a comandar parte do departamento de comunicação da Warner Bros, no Brasil, em 2003. Passou por Diário de S. Paulo, Folha de S. Paulo, ESPN, UOL e agências de comunicação. Cobriu as Copas de 2010, 2014 e 2018, além do Super Bowl 50. Está na Trivela desde 2023
Botão Voltar ao topo