Brasil

Palmeiras zera planejamento de elenco e não tem problemas para resolver em dois anos, com exceções calculadas

Diretoria do Palmeiras trabalhou para não ter que se preocupar com os vínculos nos próximos meses

O Palmeiras vive uma situação muito tranquila em termos de planejamento de elenco para as próximas duas temporadas. Com as renovações contratuais de Luan, Mayke, Ríos e Weverton neste ano, o Palmeiras não tem com o que se preocupar neste tema até o fim de 2025.

Há apenas três jogadores com contratos vencendo antes disso. Mas, nos três casos, os acertos mais curtos são frutos de acordos com os próprios atletas, por razões diferentes.

Mirando os anos finais

O goleiro reserva Marcelo Lomba, 37, já olha para o fim de sua carreira. Há muito longe de casa, no Rio de Janeiro, o atleta tem acordo com familiares de retornar para a sua cidade natal num futuro próximo.

É por isso que Lomba não tem interesse em estabelecer um vínculo mais longo com o clube alviverde. Se uma nova renovação vier ao fim deste ano, por exemplo, será também por no máximo mais uma temporada.

É o mesmo caso de Marcos Rocha. O atleta vem renovando contrato anualmente, sempre por no máximo 12 meses, desde 2022. Desse modo, ele se sente mais livre para avaliar seus próximos passos.

Homem de extrema confiança de Abel Ferreira, Rocha tem toda pinta de que pode seguir com algum cargo no clube quando decidir se aposentar do campo de jogo. Mas, no momento, ele tem contrato até o fim deste ano como atleta.

Novos mercados

O terceiro caso é o do atacante Breno Lopes. A Trivela apurou com pessoas do entorno do jogador de que Lopes entende ter mercado para trabalhar em outro clube no futuro, e que isso também é um desejo seu, embora não haja descontentamento dele no Palmeiras.

No clube, embora o desgaste de outrora tenha sido bem administrado, não existe a percepção de que a permanência dele é fundamental para as próximas temporadas — muito embora Abel não tenha aberto mão dele, que interessava ao Vasco, em janeiro.

Na época, porém, o Palmeiras ainda não tinha acertado o empréstimo de Lázaro, que tem cláusula de prorrogação de empréstimo para até depois do Mundial de Clubes da Fifa, que será disputado entre junho e julho de 2025.

Os contratos mais longos

Recém-chegados ao clube, o volante Aníbal Moreno, o atacante/lateral Caio Paulista e o atacante Bruno Rodrigues são os jogadores com mais tempo de contrato com o Palmeiras. O trio está vinculado ao clube alviverde até dezembro de 2028.

É o mesmo caso de Rômulo, que vai se juntar ao elenco após a participação do Novorizontino no Campeonato Paulista chegar ao fim.

Já os mais curtos, além do trio que só tem vínculo até o fim deste ano, é a turma de dezembro de 2025, na qual se destacam Luan e Mayke — além de Dudu, que tem uma cláusula de renovação automática para até o fim de 2026, caso jogue 50% das partidas em 2025.

A situação contratual dos jogadores do Palmeiras

Goleiros:

Marcelo Lomba: 31/12/2024
Weverton: 31/12/2026
Kaique: 31/12/2026
Mateus: 31/12/2026

Zagueiros:

Luan: 31/12/2025
Gustavo Gómez: 31/12/2026
Murilo: 31/12/2027
Naves: 31/12/2027

Laterais:

Marcos Rocha: 31/12/2024
Mayke: 31/12/2025
Piquerez: 31/12/2026
Garcia: 31/12/2027
Vanderlan: 31/12/2027
Caio Paulista: 31/12/2028

Volantes:

Zé Rafael: 31/12/2026
Richard Rios: 31/12/2027
Fabinho: 31/12/2027
Gabriel Menino: 31/12/2027
Aníbal Moreno: 31/12/2028

Meias:

Raphael Veiga: 31/12/2026
Jhon Jhon: 31/12/2027
Rômulo: 31/12/2028

Atacantes:

Luis Guilherme: 30/06/2026
Breno Lopes: 31/12/2024
Endrick: 30/06/2025 (deixa o clube em junho)
Rony: 31/12/2026
Dudu: 31/12/2025 (renovação automática para 2026)
Flaco López: 28/06/2027
Bruno Rodrigues: 31/12/2028
Lázaro: 31/12/2024 (empréstimo prorrogável até julho de 2025)

Foto de Diego Iwata Lima

Diego Iwata Lima

Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero, Diego cursou também psicologia, além de extensões em cinema, economia e marketing. Iniciou sua carreira na Gazeta Mercantil, em 2000, depois passou a comandar parte do departamento de comunicação da Warner Bros, no Brasil, em 2003. Passou por Diário de S. Paulo, Folha de S. Paulo, ESPN, UOL e agências de comunicação. Cobriu as Copas de 2010, 2014 e 2018, além do Super Bowl 50. Está na Trivela desde 2023.
Botão Voltar ao topo