Brasil

O futebol inteiro deveria ouvir o que Richarlyson tem a falar – um grande cara que se torna ainda maior pela atitude

É importante ouvir o que Richarlyson tem a dizer. Entender sua postura, sua intenção, o debate que pretende propor como alguém que enfrentou tantas barreiras em sua carreira

Só Richarlyson sabe o que enfrentou ao longo da carreira. O preconceito, a perseguição, a discriminação. A rejeição de parte da torcida onde era destaque, a retaliação de torcedores que não o queriam ver em seus times. E isso sem assumir nada. Tentando fazer o seu trabalho, mas sem deixar de ser também quem era e como queria ser. A carreira do polivalente jogador é respeitabilíssima por seus feitos, por suas conquistas. E a voz de Richarlyson ecoa ainda mais forte agora que ele afirma que, de fato, é bissexual.

É importante ouvir o que Richarlyson tem a dizer. Entender sua postura, sua intenção, o debate que pretende propor como alguém que enfrentou tantas barreiras em sua carreira. E aproveitar esse momento para amadurecer a discussão dentro do futebol. Não basta usar bandeirinhas e cores do arco-íris, é preciso agir e abrir o ambiente. Alguns clubes fazem isso de maneira louvável, como na manifestação do Corinthians sobre o antigo rival, como nas ações do Vasco no mês do orgulho LGBT+. Também é importante entender, e por isso o discurso pioneiro de Richarlyson é fundamental. Para ser quem é e fazer o que gosta sem preconceito.

No link, o podcast excelente “Nos Armários do Vestiário”, produzido pelo GE.com. Ficam os créditos à equipe de produção. Vale ouvir e abrir a mente.

Apresentação e texto final: Joanna de Assis e William de Lucca
Direção de conteúdo: Joanna de Assis e de Bruno Maia
Direção geral: Bruno Maia Diretor
Produção executiva: Milena Godolphim
Coordenação de produção: Joanna de Assis, Milena Godolphim e Rafael Barros
Gerência de Conteúdo: Bruno Roedel
Roteiristas e pesquisadores: João Pedro Castro e Carlos Guilherme Vogel
Chefia de pesquisa: Joanna de Assis, William de Lucca, Jotapê, Vogel, Oscar Neto, Felipe Mondego e Luiza Lourenço
Gravações, mixagens e identidade sonora: Alexandre Griva (Melhor do Mundo Estúdios)
Workflows e processos: Vivi Alexandrino
Produção (ge): Lucas Garbelotto e Pedro Suaide
Coordenação de podcasts (ge): Rafael Barros
Análise de Produto (globo): Letícia Nunes
Gerência de conteúdo (ge): Andre Amaral
Gerência de Podcasts (globo): Fábio Silveira

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo