Brasil

O América Mineiro mudou sua identidade visual, e vale entender como isso se deu

O América Mineiro anunciou nesta semana mudanças em seu escudo e na sua identidade visual. Retoques simples, longe da ousadia da Juventus, mas que ajudam a modernizar os emblemas. Mais legal que ver os detalhes, porém, é entender o que se pensou. E, neste sentido, o Coelho abriu o jogo: publicou um vídeo com um pouco das ideias do designer responsável pelo projeto, mostrando como as transformações foram traçadas. Além do emblema em si, há várias outras novidades, incluindo as marcas retrôs e do programa de sócio-torcedor.

Criador da identidade visual, Adriano Ávila Alamy pensou em três pontos: tradição, torcida e troféus. Desta maneira, a intenção foi a de mudar, mas sem romper com a história de um clube tradicionalíssimo. Valorizou o relacionamento dos torcedores com o clube e com suas principais conquistas, deixando isso expresso nos desenhos. Abaixo, o vídeo. Vale pausar para acompanhar melhor e entender um pouco mais a aplicação dos pontos. De qualquer maneira, é uma ótima aula para mergulhar nos conceitos de design aplicados no futebol:

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo