Brasil

Jair Ventura é o 5º técnico demitido do Brasileirão, mas média ainda é menor que 2023

Treinador deixa equipe do Atlético-GO a uma posição da zona de rebaixamento da competição

Chegou ao fim a passagem de Jair Ventura no comando técnico do Atlético-GO. O treinador foi desligado dois dias após a derrota para o Criciúma em casa, pelo placar de 2 a 1 na última rodada do Brasileirão. 

Contratado em 2023 para recuperar o time goiano na disputa do Campeonato Brasileiro da Série B, Jair Ventura conseguiu levar o time Rubro-Negro à primeira divisão, após terminar na 3ª colocação da competição na temporada passada.

Em dez rodadas no Campeonato Brasileiro, cinco técnicos já foram demitidos, uma média de um treinador desligado a cada duas rodadas.

Jair Ventura se junta a Léo Condé, que saiu do Vitória no mês passado, Ramon Díaz e Álvaro Pacheco, desligados do Vasco, e Thiago Carpini, demitido do São Paulo. Vale destacar que o ex-treinador do Tricolor Paulista assumiu a vaga de Léo Condé no Vitória.

Os treinadores demitidos no Brasileirão 2024, até a 10ª rodada

  1. Thiago Carpini – São Paulo
  2. Léo Condé – Vitória
  3. Ramon Díaz – Vasco
  4. Álvaro Pacheco – Vasco
  5. Jair Ventura – Atlético-GO

No entanto, a média ainda é menor que as 10 primeiras rodadas do Brasileirão de 2023. A esta altura, no ano passado, sete nomes já haviam sido descartados.

Os treinadores demitidos no Brasileirão 2023, até a 10ª rodada

  1. Paulo Turra – Athletico PR
  2. Eduardo Coudet – Atlético-MG
  3. Ivo Vieira – Cuiabá
  4. Cuca – Corinthians
  5. Fernando Lázaro – Corinthians
  6. Rogério Ceni – São Paulo
  7. António Oliveira – Coritiba

O Atlético-GO emitiu uma nota em suas redes sociais agradecendo ao trabalho de Jair Ventura no comando da equipe.

Em 50 jogos disputados no comando do time goiano, o treinador de 45 anos conquistou 31 vitórias, sete empates e 12 derrotas.

Confira a nota publicada pela diretoria do Atlético-GO na íntegra.

Atlético-GO será treinado por auxiliar técnico

A diretoria do time goiano vai em busca de um “novo perfil profissional e de uma nova filosofia” para a sequência do Campeonato Brasileiro.

Conhecido por ser um técnico que adota uma postura mais defensiva em suas equipes, o desempenho no início da competição fez com que a alta cúpula administrativa do clube procurasse por outro nome.

Em dez jogos, o Atlético-GO venceu dois jogos, empatou dois e perdeu outros seis, marcando nove gols e sofrendo 14.

Atualmente, o Rubro-Negro ocupa a 16ª colocação do Brasileirão com oito pontos, um à frente do Vasco, primeiro time na zona de rebaixamento.

O próximo compromisso da equipe será diante do embalado Cuiabá, em confronto marcado para o próximo sábado (22), às 18h30 (horário de Brasília), na Arena Pantanal.

Para este próximo jogo, o auxiliar permanente do Atlético-GO, Anderson Gomes, será o responsável por comandar a equipe na 11ª rodada da Série A.

Carreira de Jair Ventura

Filho do Furacão da Copa de 1970, Jairzinho, Jair Ventura surgiu como um dos técnicos mais promissores do cenário brasileiro no Botafogo, entre 2016 e 2017.

O jovem técnico levou o Alvinegro carioca até as quartas de final da Libertadores de 2017, sendo eliminado pelo campeão Grêmio.

Nos últimos sete anos, Jair Ventura acumulou passagens pelo Santos, Juventude, Sport, Corinthians, Chapecoense, Goiás.

A trajetória pelo Atlético-GO foi a segunda maior do treinador, que após sua saída do Botafogo, não conseguiu ficar mais de um ano comandando uma mesma equipe. Jair Ventura treinou o time carioca em 81 jogos.

Foto de Lucas de Souza

Lucas de SouzaRedator

Lucas de Souza é jornalista formado pela Universidade São Judas em São Paulo. Possui especialização em Marketing Digital pela Digital House, e passagens pelos sites Futebol na Veia e Futebol Interior.
Botão Voltar ao topo