Brasil

Dupla Gre-Nal lança campanha conjunta para reconstrução do Rio Grande do Sul

Marcas que aderirem ao projeto terão exposição em propriedades físicas e digitais e até mesmo nos uniformes de Grêmio e Internacional

Em ação inédita e histórica, a dupla Gre-Nal une forças para ajudar a reconstruir o Rio Grande do Sul após as enchentes que devastaram o estado. Na tarde desta terça-feira (21), no Centro de Contingência do Governo do Rio Grande do Sul, foi lançada a campanha “Jogando Junto – Pela Reconstrução do RS”.

No evento de lançamento da campanha, que conta com apoio institucional do Governo do Estado, estiveram presentes o governador Eduardo Leite e o vice-governador Gabriel Souza. Representando os clubes, o presidente Alberto Guerra e o CEO Márcio Ramos, por parte do Grêmio, e o presidente Alessandro Barcellos e o CEO Giovane Zanardo, por parte do Internacional.

Marcas que aderirem à campanha serão expostas pela dupla Gre-Nal

A iniciativa visa, principalmente, atrair empresas para auxiliarem no processo de reconstrução do Rio Grande do Sul. Como contrapartida, as marcas serão vinculadas a publicações nas redes sociais da dupla Gre-Nal, entrevistas coletivas, mensagem de agradecimento e, até mesmo, poderão ser estampadas nas camisetas dos times, em algumas partidas, a depender da colaboração.

De largada, a campanha já conta com R$ 28,4 milhões para investimentos, com a parceria de nove marcas que vão ajudar de diferentes formas, da reconstrução de casas, escolas e estradas à doação de alimentos. A operacionalização das ações será feita diretamente pelas empresas com a iniciativa privadas ou públicas, visando oferecer mais transparência e agilidade. A CUFA (Central Única das Favelas) também é chancelada pelo projeto para receber e repassar doações.

Também não estão descartadas outras formas de ações que no futuro. Entre elas, a confecção de uma camiseta roxa, cor escolhida para a campanha por unir o azul do Grêmio e o vermelho do Internacional. Embora ainda não tenha sido discutido, o eventual fardamento já conta com a adesão de muitos gremistas e colorados nas redes sociais.

Confira o que disseram Guerra, Barcellos e Leite

Em suas manifestações, Alberto Guerra, Alessandro Barcellos e Eduardo Leite reforçaram que o momento é de união, e que a força da dupla Gre-Nal, que deixa a rivalidade momentaneamente de lado, pode servir de exemplo para o Rio Grande do Sul neste momento de dificuldade que o estado enfrenta.

— Logo no início das chuvas, conversando com o Alessandro, vimos que seria algo diferente. Infelizmente nossas previsões aconteceram. Tínhamos que fazer alguma coisa, e não ficar grenalizando. Nossa rivalidade é uma das maiores do mundo porque precisamos do outro lado. Daí saiu a ideia, muito bem organizada pelo Giovani [Zanardo], pelo Márcio [Ramos], que em pouco tempo conseguiram muitos recursos. Talvez nem tenhamos ideia do tamanho que vai ter — disse Alberto Guerra, presidente do Grêmio.

— Passamos por um momento agudo, de salvar vidas. E os clubes, dentro do possível, com suas forças, mesmo tendo dentro dos seus quadros pessoas que perderam muita coisa, estiveram trabalhando para que pudéssemos contribuir de alguma forma. Nessa fase de reconstrução é importante que a gente una forças, para que a força da rivalidade Gre-Nal se transforme em força para reconstruir o Rio Grande do Sul. É uma ação inédita na história centenária dos clubes. Dentro de campo, a rivalidade segue, mas fora dele, ela não vai existir. Essa união tem que servir de exemplo para outros segmentos da sociedade. É hora de esquecer o que nos diferencia, e todos estarmos jogando junto — acrescentou Alessandro Barcellos, presidente do Internacional.

— Nesse momento em que cada um é atingido, poderia emanar um sentimento de cada um por si. Os clubes poderiam olhar cada um para si, seus gramados, seus campeonatos, suas equipes. E justamente o que emana é outro sentimento. O de todos nós por todos nós. Que é o nosso lema, que não é o plano de governo, é o plano de estado, dos gaúchos, para que a gente transforme esse sentimento em uma alavanca de reconstrução rápida e efetiva. Essa rivalidade mundialmente conhecida, transformamos em uma soma de esforços para jogarmos juntos. É um gesto exemplar, admirável, que tenho certeza que vai inspirar muitas pessoas — concluiu o governador Eduardo Leite.

Foto de Nícolas Wagner

Nícolas Wagner

Gaúcho e formado em Jornalismo pela PUC-RS, já passou pela Rádio Grenal e pela RDC TV. É, também, coordenador de conteúdo da Rádio Índio Capilé.
Botão Voltar ao topo