Brasil

Fluminense coloca prioridade pela Recopa à prova em Fla-Flu decisivo no Carioca

Fluminense tem confronto direto com o Flamengo no Campeonato Carioca entre jogos da Recopa, vista como prioridade no clube

O Fluminense tem uma prioridade no início de 2024: a Recopa Sul-Americana. Depois de ser derrotado pela LDU no jogo de ida em Quito, o Tricolor colocará a preferência à prova neste domingo (25), às 16h, no Maracanã, quando tem um Fla-Flu decisivo pela frente.

Além de enfrentar o maior rival, o Fluminense tem também um confronto direto no Campeonato Carioca. Atual bicampeão da competição, o Tricolor construiu os dois títulos de maneira parecida: vencendo a Taça Guanabara, que está em disputa justamente contra o Flamengo, seu vice nos dois últimos anos.

Fluminense é o atual bicampeão do Carioca e terá maratona de Mundial de Clubes e Recopa durante disputa em 2024 - Foto: Marcelo Gonçalves/Fluminense FC
Fluminense é o atual bicampeão do Carioca e terá maratona de Mundial de Clubes e Recopa durante disputa em 2024 – Foto: Marcelo Gonçalves/Fluminense FC

A última vez que o Flu conquistou o Carioca sem ganhar a Taça Guanabara foi há quase 20 anos, em 2005. Os regulamentos eram diferentes, mas nas últimas três vezes em que foi campeão estadual, o Tricolor faturou também a “pequena” taça, que já foi um campeonato à parte, um turno e agora é a primeira fase da disputa.

Com 21 pontos assim como o arquirrival, o Fluminense leva larga desvantagem no saldo de gols. O confronto direto é a maior chance da equipe de Fernando Diniz para tirar a diferença. Enquanto o Flu disputa a Recopa Sul-Americana, o Flamengo folga no meio de semana e terá tempo para treinar com Tite.

Fernando Diniz deve usar reservas no Fla-Flu

O planejamento inicial, até pelo desgaste da viagem à Quito, era de utilizar poucos titulares. Eles podem começar jogando ou entrar no segundo tempo. Depois da derrota na ida da Recopa, entretanto, o técnico Fernando Diniz deve levar um time inteiramente reserva para o Fla-Flu.

Jogadores utilizados na segunda etapa contra a LDU devem estar entre os titulares. O Fluminense também pode ter John Kennedy e Samuel Xavier, desfalques no Equador. O zagueiro Marlon, que retornou na Recopa, deve ser utilizado para adquirir ritmo de jogo. Veteranos como Felipe Melo, Marcelo, Ganso e Cano devem ser poupados. O camisa 10 tem chances de ser relacionado.

Douglas Costa pode ser titular do Fluminense contra o Flamengo pelo Carioca - Foto: MARCELO GONÇALVES / FLUMINENSE FC
Douglas Costa pode ser titular do Fluminense contra o Flamengo pelo Carioca – Foto: MARCELO GONÇALVES / FLUMINENSE FC

Os reservas, entretanto, devem receber reforços de Renato Augusto, Gabriel Pires, Douglas Costa e Terans, reforços para 2024. Será mais um teste para jogadores que podem ser alternativas na disputa da Recopa, vista como prioridade no clube.

Marcelo será reavaliado e é dúvida na Recopa

O Fluminense sofreu um baque logo no início do jogo contra a LDU. E não foi pelos erros de arbitragem. O lateral-esquerdo Marcelo sofreu uma pancada, sentiu dores e é dúvida para o jogo de volta da Recopa, na quinta (29).

Marcelo foi substituído no início do jogo contra a LDU com dores musculares e é dúvida no Fluminense - Foto: MARCELO GONÇALVES / FLUMINENSE FC
Marcelo foi substituído no início do jogo contra a LDU com dores musculares e é dúvida no Fluminense – Foto: MARCELO GONÇALVES / FLUMINENSE FC

O camisa 12 será reavaliado, mas pode acabar virando desfalques. Fernando Diniz afirmou que o jogador “não tem lesão grave”.

— Marcelo sentiu uma dor no tendão, em princípio não tem lesão grave, mas ele foi prudente e acho que ele fez certo de não continuar para, realmente, se agravar a lesão. O Felipe (Melo) foi uma opção por conta da altitude. Outros jogadores também sentiram, no caso do Ganso, e outros a gente sabia que os jogadores iam sentir. É difícil jogar aqui na altitude, ainda mais jogando contra um time muito qualificado como o LDU. Marcelo a gente não sabe, mas o Felipe está totalmente inteiro para a próxima partida.

Foto de Caio Blois

Caio Blois

Jornalista pela UFRJ, pós-graduado em Comunicação pela Universidad de Navarra-ESP e mestre em Gestão do Desporto pela Universidade de Lisboa-POR. Antes da Trivela, passou por O Globo, UOL, O Estado de S. Paulo, GE, ESPN Brasil e TNT Sports.
Botão Voltar ao topo