Brasil

De olho no mercado, Fluminense tem interesse em Bruno Rodrigues, e aguarda definição do Cruzeiro

Cruzeiro tem prioridade na compra de Bruno Rodrigues, que interessa ao Fluminense e é nome badalado no mercado da bola após bom 2023

O Fluminense ainda disputa o Mundial de Clubes em 2023, mas já planeja 2024. Campeão da Libertadores, o Tricolor quer peças para reforçar seu elenco para a próxima temporada, em que volta à competição para defender seu título e ainda disputa outra competição internacional, a Recopa. Uma posição que será reforçada é o ataque, e o clube tem interesse em Bruno Rodrigues, do Cruzeiro.

A informação foi primeiro veiculada pelo jornalista Felipe Barros e confirmada pela Trivela. Ainda não há, entretanto, nenhuma negociação em andamento. Isso porque o atacante de 26 anos, que pertence à Tombense, está emprestado ao Cruzeiro até 31 de dezembro, e o time celeste tem a prioridade para sua compra.

O Tricolor é um dos que aguarda o desfecho da situação. O Internacional negocia com o jogador, que recebeu sondagens do Corinthians, de equipes do Oriente Médio e de Portugal. Bruno é um dos nomes mais badalados do mercado da bola. Destaque do Cruzeiro no Campeonato Brasileiro, ele falou em tom de despedida após a equipe garantir a permanência na Série A.

— Como eu já falei, me identifiquei muito com essa camisa. Estou muito feliz. Cumpri meu dever. Deixar o clube na Série A era um dos meus objetivos. Estou muito feliz e, se Deus quiser, vamos ver o que vai acontecer pra ter um final feliz — declarou, na saída de campo após o empate com o Botafogo no Estádio Nilton Santos.

Bruno Rodrigues é desejo antigo do Fluminense

Antes mesmo do bom 2023 pelo Cruzeiro, Bruno Rodrigues já estava no radar do Fluminense. Em 2020, o ponta-esquerda foi um dos destaques da Ponte Preta na Série B e chegou a iniciar conversas com o Tricolor, mas acabou no São Paulo, onde não chegou a ter boa passagem.

Naquele ano, Bruno marcou 11 gols e deu 11 assistências pela Macaca. Na atual temporada, foram 13 bolas na rede e sete passes para gol do camisa 9 do Cruzeiro, que também joga em outras posições do ataque. Seus direitos estão presos à Tombense, clube do empresário Eduardo Uram, que possui boa relação com o Fluminense.

Fernando Diniz pode ser trunfo por Bruno Rodrigues

Com a situação indefinida, Bruno Rodrigues é disputado pelo mercado da bola, e um dos trunfos do Fluminense é Fernando Diniz. O treinador gosta muito do futebol do atacante e já o elogiou em debates internos do clube — além de ter conversado com o jogador em alguns momentos em 2023.

O técnico chegou a indicar o jogador para o São Paulo em 2021, mas logo depois acabou demitido — o que fez a passagem do atacante, que chegou depois, durar apenas sete jogos no Morumbi.

Em suas avaliações sobre o elenco, o Flu deseja mais um ponta para revezar com Arias e Keno em 2024. Alguns jogadores foram ventilados, como Moisés, do Cruz Azul-MEX, mas nenhuma negociação se iniciou até o momento.

Bruno Rodrigues teve momento curioso contra o Fluminense

O jogador se destacou de uma forma não muito comum quando Flu e Cruzeiro se enfrentaram no Mineirão. Isso porque o time da casa teve um pênalti marcado a seu favor, e após uma cobrança anulada, Bruno discutiu com Henrique Dourado, que acabara de entrar, para decidir quem seria o batedor.

Bruno Rodrigues e Germán Cano disputam bola em Cruzeiro 0 x 2 Fluminense, pelo primeiro turno do Brasileirão 2023
Bruno Rodrigues e Germán Cano disputam bola em Cruzeiro 0 x 2 Fluminense, pelo primeiro turno do Brasileirão 2023 – Foto: Icon Sport

Fábio pegara a primeira tentativa do ponta-esquerda, e o centroavante, hoje na Chapecoense, pegou a bola para bater a segunda, o que gerou grande discussão em campo.

Com passagem pelo Fluminense, Dourado, que é conhecido pelo bom aproveitamento na marca de cal, viu Bruno Rodrigues tirar a bola das suas mãos, decidiu bater de novo. Na cobrança, entretanto, o camisa 9 perdeu novamente. O Tricolor venceria o jogo por 2 a 0, e a torcida cruzeirense se dividiu entre vaias e aplausos em apoio ao jogador. Após a partida, ambos se desculparam.

Foto de Caio Blois

Caio Blois

Caio Blois nasceu no Rio de Janeiro (RJ) e se formou em Jornalismo na UFRJ em 2017. É pós-graduado em Comunicação e cursa mestrado em Gestão do Desporto na Universidade de Lisboa. Antes de escrever para Trivela, passou por O Globo, UOL, O Estado de S. Paulo, GE, ESPN Brasil e TNT Sports.
Botão Voltar ao topo