Brasil

Em melhor fase no Palmeiras, Flaco López ensaia um ‘agora vai’, e explicação para melhora é simplesmente lógica

Centroavante argentino fez três gols em quatro jogos como titular na atual temporada do Palmeiras

Endrick fez, no domingo, seu último jogo pela fraca seleção pré-olímpica do Brasil, que não conseguiu vaga para os Jogos de Paris. É possível que o atacante já seja titular do Palmeiras contra o Corinthians, no próximo domingo (18). Mas, nesta segunda-feira (12), contra o Santo André, a vaga, por merecimento, é de Flaco López.

Flaco estreou pelo Palmeiras em 22 julho de 2022. Passados 561 dias (pouco mais de um ano e meio), ele enfim superou a marca de 59 jogos que fez com a camisa do Lanús – chegou a 60. A diferença é que para chegar a tal montante pela equipe argentina, o atacante precisou de pouco mais da metade do tempo: 297 dias – menos de dez meses.

Em que pesem as diferenças técnicas entre a Liga Argentina e o Campeonato Brasileiro – e entre os tamanhos de Palmeiras e Lanús -, basta entender um pouco de futebol para se concluir que o desenvolvimento do atacante como jogador foi desacelerado. Porque por mais que treinar na Academia de Futebol possa tê-lo desenvolvido, é no jogo que o atleta, de fato, vira jogador.

Talvez não seja acaso, então, Flaco estar hoje vivendo seu melhor momento desde que chegou ao clube paulista. Líder em finalizações certas do time em 2024 (8), nos seis jogos do ano, foi titular em quatro e fez três gols, chegando a 13 com a camisa alviverde.

Com o manto bordô do Lanus, o centroavante somou 22 no mesmo número de jogos. Mais um indício de que o caminho que ele trilhava na Argentina foi, de certa forma, interrompido com a mudança para o Palmeiras.

Sem caça às bruxas

Mas fazer essa análise não significa uma caça às bruxas. Não é também uma crítica a Abel Ferreira, por não tê-lo escalado, por exemplo. Tampouco a Flaco, por não ter cavado espaço no time.

Até porque, talvez hoje seja mais fácil pensar nisso, mas há até bem pouco tempo, era inimaginável um Palmeiras sem Rony no comando do ataque. E, posteriormente, sem Endrick.

Contudo, não deixa de ser curioso comparar o estágio de Flaco com o de Miguel Merentiel, que desembarcou no Palmeiras no mesmo dia que ele. O uruguaio, como o palmeirense viu bem de perto, é hoje o principal atacante de um Boca Juniors que tem ninguém menos que Edinson Cavani em suas fileiras.

Prestígio em alta no seu país

Na Argentina, o prestígio de Flaco segue inabalável. O River Plate procurou o Palmeiras com uma proposta de cerca de US$ 7 milhões (aproximadamente R$ 35 milhões) – US$ 3 milhões a menos do que o Verdão, que nem abriu conversas, pagou por ele.

Abel Ferreira já disse a Leila Pereira e Anderson Barros que deseja um centroavante experiente para o lugar de Endrick, a partir de julho. Mas também já disse acreditar que provocar Flaco é a melhor maneira de motivá-lo.

– O López está a crescer. Estou sempre o desafiando. Tem melhorado muito, um jovem centroavante que alguns não acreditam, mas eu acredito bastante. Equipes querem vir aqui buscá-lo – afirmou Abel, após jogo contra a Inter de Limeira.

– Agora o River quer pagar 6 ou 7 milhões por ele. Mas, quando estava no Lanús, ninguém foi lá atravessar para pegar ele – completou.

Como o próprio técnico disse, contratar é um processo muito difícil para o Palmeiras. E, justamente por isso, e agora vem a cobrança, cabe ao técnico então fazer o melhor uso possível de um atleta cuja chegada ele aprovou – e que é simplesmente a contratação mais cara nos 110 anos do clube.

Agora vai?

Foto de Diego Iwata Lima

Diego Iwata Lima

Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero, cursou também psicologia, além de extensões em cinema, economia e marketing. Iniciou sua carreira na Gazeta Mercantil, em 2000, depois passou a comandar parte do departamento de comunicação da Warner Bros, no Brasil, em 2003. Passou por Diário de S. Paulo, Folha de S. Paulo, ESPN, UOL e agências de comunicação. Cobriu as Copas de 2010, 2014 e 2018, além do Super Bowl 50. Está na Trivela desde 2023
Botão Voltar ao topo