Brasil

Destaque com Milito no Atlético-MG, Saravia lidera estatística defensiva no Brasil

Grande destaque defensivo do Atlético e Gabriel Milito, Saravia se destaca não só no clube, mas também no Brasil

Um dos jogadores que mais evoluiu no Atlético-MG desde a chegada de Gabriel Milito, o lateral-direito Saravia, que vem atuando muito como zagueiro, lidera uma estatística defensiva no futebol brasileiro e tem grande destaque em outra. A torcida atleticana tem brincado nas redes sociais que o defensor “virou o Cafu” sob o comando do técnico argentino.

Antes de Gabriel Milito, Saravia era um jogador muito contestado pelo torcedor atleticano. Mas desde a chegada do técnico argentino, o lateral se transformou e vem ganhando o carinho dos fãs. Muito disso vai de encontro com a mudança que o técnico impôs ao time e ao jogador.

Com Milito, Saravia teve suas funções defensivas potencializadas, já que ele se tornou um dos zagueiros quando o time está com a bola. Nessa nova função, o jogador evoluiu muito, e passou a ganhar muitos elogios da torcida, principalmente após ter sido responsável pela reação do Galo na final do Mineiro contra o Cruzeiro, marcando o gol de empate que serviu para o time ter ânimo para virar e ser campeão.

— Foi uma adaptação muito rápida. Creio que ele passa mensagens muito claras para nós, que sempre vai jogar quem estiver melhor, que temos que ser competitivos. Para a gente que é um pouco mais experiente é mais fácil. É um treinador muito tático, que faz muitos destaques em vídeos, faz jogar para o time, cumprir funções com e sem a bola. Vamos crescendo e melhorando, pois nesse ano as expectativas são boas — destacou Saravia à Galo TV.

Saravia, o maior ladrão de bolas do Brasil

Mas Saravia se destaca mesmo defensivamente. No Brasil, somando campeonatos nacionais e internacionais, ou seja, excluindo os estaduais, ele é o jogador com mais desarmes, sendo 39 em 11 partidas. O argentino supera os concorrentes do top 5 mesmo tendo jogos a menos que eles, o que reforça ainda mais seu ótimo momento.

Além disso, outra estatística em que Saravia tem destaque é no de “mais bolas recuperadas”. Com 75, ele fica atrás de Juninho Capixaba, com 77, mas o lateral do Red Bull Bragantino tem dois jogos a mais. Ou seja, na proporção por jogo, o argentino do Galo leva a melhor.

Gol na final do Mineiro mudou história de Saravia no Galo

Saravia nunca tinha feito gol pelo Atlético. E mais, ele não marcava desde dezembro de 2019, quando ainda estava no Porto. Isso até a decisão do Campeonato Mineiro, em que ele apareceu de surpresa na área para empatar o jogo com um belo gol, que recolocou o Galo no jogo e fez o time correr atrás da virada, que garantiu o título.

Apesar de ter sido um gol importante e, de certa, incomum, para ele, que não marcava há anos, Saravia não pôde comemorar. Só correu de volta para o jogo recomeçar rápido. O lateral não tinha dimensão da importância do que fez, mas está cada vez mais entendendo isso.

— Agora estou tomando a dimensão. Depois que fiz o gol, todos me parabenizam e agradecem como algo muito mais importante do que pensava. No momento, não tive tanta dimensão, foi muito bonito, mas só queria buscar a bola para seguir atacando. Depois, nas redes, todos falando que o gol mudou o jogo, pois foi um empate rápido — disse o lateral para a Galo TV.

Não sou de fazer gols. Sou um jogador mais de marcar e defensivamente é onde tento ajudar — Renzo Saravia

Desde então, a relação de Saravia com a torcida do Atlético também tem aumentado. Além do gol, as grandes atuações dele ajudam a aumentar o carinho do torcedor. Fora o estilo de jogo sempre na raça, do jeito que o atleticano gosta.

— Está crescendo muito a minha relação com a Massa. É a minha forma de jogar, sempre tentei ser intenso, de qualquer bola ser como se fosse a última, ganhar os duelos e ajudando os meus companheiros. Jogando ou não, ser competitivo também nos treinos. É como se fala na Argentina: ‘Como treina, se joga’. Então tento melhorar no dia a dia e seguir aumentando meu nível — afirmou.

Foto de Alecsander Heinrick

Alecsander Heinrick

Alecsander Heinrick se formou em Jornalismo na PUC Minas em 2021. Antes da Trivela, passou por Esporte News Mundo, EstrelaBet e Hoje em Dia.
Botão Voltar ao topo